Ceclin
jul 09, 2021 0 Comentário


Primavera já vacina a população +18 anos contra a Covid-19

Os municípios de Carnaubeira da Penha, no Sertão, Primavera, Rio Formoso e Cortês, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, já vacinam a população a partir de 18 anos contra a Covid-19. Este último, inclusive, já abriu agendamento para os cidadãos acima de 16 anos, e aguarda autorização do Ministério da Saúde para aplicação. Apesar disso, todas as cidades – que possuem até 25 mil habitantes – figuram com índice abaixo de 70% na relação entre as doses que foram distribuídas para as cidades e as que foram aplicadas, segundo tabela de acompanhamento vacinal da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE).

Hoje, só a vacina da Pfizer é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a ser usada em adolescentes a partir de 12 anos no Brasil, mas o Ministério da Saúde ainda não se pronunciou sobre a inclusão da faixa etária na campanha contra a Covid-19. Testes feitos na China também mostraram que a Coronavac é eficaz em crianças a partir de 3 anos.

Em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), realizada na última segunda-feira (05.7), representantes do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems-PE) e da SES-PE recomendaram o avanço da vacinação contra o novo coronavírus por faixa etária, não havendo mais a possibilidade de criação de novos grupos prioritários.

Em Primavera, os munícipes a partir de 18 anos foram convocados para vacinação já neste sábado (10.7). No anúncio, a gestão informou que está “em ritmo acelerado em nosso município com a imunização contra a Covid-19, porque nosso intuito é imunizar toda nossa população, deixando nosso município totalmente livre da Covid”. A cidade recebeu, ao todo, 8.229 doses dos imunizantes, e aplicou 5.968 delas.

Neste sábado, o mutirão da vacinação em Primavera acontece entre às 08h até 14h, na Quadra Sérgio Rodrigues de Santana. Os documentos necessários para ter acesso a vacina são: Cartão do SUS, Documento com foto, CPF e Comprovante de residência.

Por nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que os “gestores municipais são responsáveis pelo planejamento das ações em seu território, podendo ampliar os grupos beneficiados de acordo com a disponibilidade de doses e a realidade local”, e reforçou a necessidade deles monitorarem os “percentuais de imunização nos grupos prioritários e manter um rígido controle dos estoques para evitar perda do insumo”.