Ceclin
ago 09, 2011 0 Comentário


PRF inicia operação para tirar animais das BRs


Se dirigir nas 11 rodovias federais que cortam Pernambuco exige habilidade e ainda mais cautela dos motoristas, quando os animais invadem as faixas de rolagem a perícia ao volante precisa ser redobrada. As chances de acidentes graves aumentam. Os animais “fujões” serão alvo da Operação Laçador, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que começa hoje. Até 19 de agosto, os policiais rodoviários percorrerão as rodovias fazendo rondas para recolher animais soltos.

Nos três últimos anos, 29 pessoas morreram em decorrência de acidentes envolvendo animais, 198 tiveram ferimentos leves e 100 saíram gravemente lesionadas. De janeiro a julho deste ano, esse tipo de colisão já matou 11 pessoas nas BRs pernambucanas, número que é 10% maior do que o acumulado no ano passado.

A intervenção será deflagrada prioritariamente nos trechos que ligam Recife a Bezerros, na BR-232, Cabo de Santo Agostinho a Igarassu, na BR-101, e Recife a Carpina, BR-408. Essas áreas são consideradas críticas pela PRF pois somam o maior volume de acidentes envolvendo veículos e animais.

Toda a Região Metropolitana do Recife, parte da Zona da Mata e Agreste do Estado serão alvos da fiscalização da Polícia Rodoviária Federal.

A ideia é localizar animais que estejam pastando nas margens das rodovias, elevando as chances de acidentes e oferecendo riscos aos motoristas. Bois, vacas e outros bichos que forem apreendidos serão levados para áreas apropriadas no Cabo do Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Gravatá. Ao todo, cinco caminhões tipo boiadeiro, três da PRF e dois cedidos pelas prefeituras parceiras, serão usados no recolhimento e transporte.

Penalidades

Os donos dos animais, com criações perto de rodovias, precisam isolar a área para evitar os acidentes. Quem não cumprir a norma pode ser punido nas esferas penal e civil. “Na prática, a coisa é diferente. A desobediência às regras é muito comum. As consequências são inúmeros registros de ocorrências envolvendo animais soltos”, acrescentou Éder Rommel, inspetor da PRF. Essa é a primeira vez que a PRF faz uma campanha de sensibilização no estado.

Do Diario de Pernambuco