• Ceclin
set 26, 2019 0 Comentário


PRF apreende veículos adulterados em Vitória e Moreno

Motorista de caminhão é detido com semirreboque adulterado em Vitória de Santo Antão 

vitoria

Um motorista de caminhão, de 49 anos, foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na quarta-feira (23/9) conduzindo um semirreboque adulterado, na BR 232, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. O documento do veículo apresentado pelo homem apresentava sinais de falsificação.

A ação foi registrada durante uma fiscalização no quilômetro 47 da rodovia. Os policiais constataram irregularidades no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e adulterações nos sinais identificadores do semirreboque, que estava vazio. O motorista informou que o proprietário do veículo havia contratado ele para realizar o transporte de postes de Moreno, no Grande Recife, até Caruaru, no Agreste. Ele disse também que toda a documentação foi entregue pelo proprietário para a realização do serviço.  O condutor foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Vitória, que irá investigar o caso. O proprietário não se apresentou, mas a esposa dele foi até o local para prestar esclarecimentos.

Carro e CRLV adulterados são apreendidos na BR 232, em Moreno

Foto Moreno.jpeg4

Um carro adulterado foi apreendido e o condutor foi detido na quarta-feira (25/9) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Moreno, no Grande Recife. O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) apresentava indícios de falsificação. O flagrante foi realizado no quilômetro 27 da rodovia. Ao verificar o CRLV apresentado pelo condutor, foram constatadas diversas irregularidades no documento. Após um procedimento de identificação veicular, a equipe descobriu vestígios de adulteração nos sinais identificadores do automóvel.

O motorista informou que havia adquirido o veículo de um homem que reside na região e que havia dado de entrada outro automóvel. O condutor disse também que já havia pago R$ 8 mil e negociado o restante em 17 parcelas de R$ 1.000,00. O condutor foi encaminhado junto com o veículo para o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.