Ceclin
mar 29, 2011 0 Comentário


Prevenção e trabalho colaborativo são armas contra o tipo 4 da dengue

Subtipo não circulava no País havia mais de trinta anos e já há registro de dois casos no Nordeste; população não tem imunidade contra ele

Da Redação do pe360graus.com



Com a volta ao Brasil do tipo 4 da dengue, que não circulava no País havia mais de trinta anos, os órgãos de saúde reforçam as estratégias de prevenção da doença. Os primeiros registros de casos do tipo 4 foram nos estados de Roraima, Amazonas e Pará, na região Norte. Na semana retrasada, a doença chegou ao Nordeste, com a confirmação de um caso no Piauí. Na semana passada, outro foi registrado na Bahia e mais dois no Rio de Janeiro, na região Sudeste.
“A gente começa a ter no Estado a possibilidade de ver o novo vírus circulando e, para ele, muitas das pessoas não têm imunidade. A probabilidade de ocorrer mais casos graves continua e, por isso, temos que ficar atentos”, explica Roselene Hans, diretora de Controle de Doenças e Agravos da Secretaria Estadual de Saúde.
Este ano, 5.320 casos já foram notificados em Pernambuco. “A gente precisa estar atento, principalmente os médicos, é na detecção de casos suspeitos. Sintomas como diarréia e dor abdominal, além de febre e dor muscular, já podem indicar que é um caso de agravamento”, afirma Roselene.
Quem tiver informações sobre possíveis focos de dengue na capital pode ligar para a Ouvidoria da Saúde, no telefone 0800.281.1520. A ligação é gratuita e o serviço funciona de segunda à sexta, das 7h às 19h.

NÚMEROS


Em 2011, até 19 de março, foram notificados 5.320 casos de dengue em Pernambuco, espalhados em 136 municípios. Isso representa uma queda de 3,34% em relação ao mesmo período de 2010, quando foram notificados 5.504, com 2.399 confirmações em laboratório. Este ano, foram confirmados 265 casos da doença no Estado.
Dos total de notificações, apesar de 206 estarem sendo analisadas como dengue hemorrágica, apenas 1 ocorrência foi confirmado. No ano passado, no mesmo período, foram 43 casos suspeitos e 13 confirmados da forma hemorrágica da doença.
Os municípios campeões de notificações, com 50,70% do total de registros até o momento, são: Afogados da Ingazeira (660), Recife (429), Paulista (329), Petrolina (248), Caruaru (239), Jaboatão (196), Vitória de Santo Antão (157), Olinda (147), Serrita (147) e Goiana (145).