Ceclin
out 10, 2012 1 Comentário


Presidente do Vitória diz que clube está perto de um acerto com Marta

Clube de Vitória de Santo Antão deve gastar entre R$ 200 a 300 mil para trazer Marta para a Libertadores Feminina.

Segundo Paulo Roberto, parte financeira está quase acertada. Resta, porém, liberação do clube sueco onde a craque joga atualmente

Jornal do Commercio

Representante de Pernambuco na Copa Libertadores de Futebol Feminino, que será disputada no Estado entre os dias 15 e 25 de novembro, a Acadêmica Vitória promete disputar o titulo da competição. A principal cartada para isso, porém, ainda é uma incógnita. A diretoria do clube segue negociando com a atacante Marta, eleita cinco vezes a melhor jogadora do mundo.

Segundo o presidente Paulo Roberto, o aspecto financeiro está quase resolvido. Resta, porém, a liberação por parte do clube da Suécia, onde a craque joga atualmente. Isso porque o Campeonato Sueco segue até o dia 2 de novembro, e as inscrições para a Libertadores Feminina terminam no dia 30 deste mês. O investimento para ter Marta seria entre R$ 200 e 300 mil.

“Diria que a negociação com a Marta está mais perto do que longe. Depende mais da classificação do time dela na Suécia. O contato com a jogadora já foi feito e com o patrocinador já está tudo praticamente fechado”, adiantou o dirigente que garantiu que, com ou sem Marta, o Vitória vai em busca do título.

“O Vitória vem com a responsabilidade de representar pela primeira vez um clube do Nordeste na Libertadores Feminina. A equipe vem forte. Vamos fazer novas contratações. As jogadoras que foram emprestadas para outros clubes do Brasil e para a Europa e os Estados Unidos retornam a partir do dia 16. Com isso teremos 30 dias para treinar”, afirmou.

“Caímos no grupo mais difícil da competição, já que o futebol feminino no Chile e no Paraguai é muito forte. Mas o Vitória vai entrar na competição para trazer esse título para Pernambuco e para o Brasil”, completou.

O time pernambucano será o cabeça de chave do Grupo C que contará ainda com o Colo-Colo, do Chile, o Universidad Autonoma, do Paraguai e um representante do Peru, ainda indefinido. a equipe atuará na 1ª fase no Carneirão, em Vitória de Santo Antão.