Ceclin
maio 30, 2012 37 Comentários


Prefeitura de Vitória quer apurar as denúncias

De acordo com o diagnóstico do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE), entre 2009 e 2010, a contratação de servidores inexistentes em cidades do Estado ainda é recorrente. O relator, conselheiro Marcos Loreto, aplicou multa de R$ 5 mil ao atual prefeito da Vitória de Santo Antão, Elias Lira (PSD), e determinou que sejam apresentados ao Tribunal o nome dos responsáveis por cada uma das falhas. “Muitas das irregularidades podem ter sido cometidas em gestões anteriores, por isso determinamos que o prefeito apure os responsáveis. Caso contrário, o prejuízo poderá ser totalmente imputado a ele”, disse.

O controlador-geral da Vitória de Santo Antão, Flávio Costa, afirmou que “a prefeitura instaurou um inquérito para verificar possíveis irregularidades”. O trabalho está em fase de conclusão, mas Costa adiantou alguns dos pontos levantados. Um deles é a contratação de 530 servidores em período eleitoral.

“Isso ocorreu no final de 2008. Foi ação do prefeito anterior”. De acordo com o controlador, algumas medidas começaram a ser tomadas. “Todos os funcionários em situação irregular foram convocados e cada um dos casos começou a ser visto isoladamente. Vários já foram sanados”, completou.

 com informações do Diario de Pernambuco.

Saiba detalhes deste caso AQUI