Ceclin
jul 23, 2020 0 Comentário


Prefeitura de Pombos intensifica plano sanitário de fiscalização e combate à Covid-19

MONITORAMENTO – Sandra Simone – secretária de Saúde, prefeito Dr. Marcos e a Diretora da Vigilância Sanitária Viviany Cavalcanti, vêm conduzindo as intervenções sanitárias em Pombos. Foto: Arquivo/A Voz da Vitória

Prefeitura de Pombos disponibiliza a Unidade da Covid-19, com estrutura montada para atender à população pombense ao modo ‘hospital de campanha’

As ações educativas continuam acontecendo a fim de enfrentar a pandemia da Covid-19 com eficácia na cidade de Pombos, no Agreste pernambucano. O trabalho de higienização em diversas áreas públicas contam com a colaboração dos garis, comerciantes e comerciários, feirantes, marchantes e clientes que retomaram suas atividades habituais buscando segurança e o respeito as regras de cuidados estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O prefeito de Pombos, Dr. Marcos Ferreira (PSB), que é médico, vem em conjunto com a sua equipe direcionando esforços para conter o avanço do novo coronavírus na cidade. Diversas ações estão sento tomadas desde o início da pandemia, a exemplo das barreiras sanitárias, higienização e sanitização de espaços públicos e ruas do Centro, campanhas de conscientização, investimento em EPI’s para os profissionais de Saúde, bem como o reforço das medidas de distanciamento social da população, as quais formam algumas das medidas tomadas pela gestão local.

As ações de enfrentamento a COVID-19, além das atividades educativas, ocorrem a sanitarização dos pneus dos veículos que circulam em Pombos, sobretudo no Centro comercial. A operação envolve, nos períodos de maior movimentação no Centro, mais de 50 profissionais que executam distribuição de máscaras, desinfecção de veículos, verificação da temperatura e coleta de informações. Outra importante ação tomada pela gestão municipal foi a edição de um Decreto com orientações sobre serviços essenciais, funcionamento do comércio, feira livre e obrigatoriedade do uso de máscaras. Uma das medidas cumpridas foi a transferência temporária da tradicional Feira Livre para outro local,  ao lado da Quadra Poliesportiva, à época para evitar maiores aglomerações. Com a estabilidade no número de casos da doença e a reabertura gradual do comércio, a feira livre voltou suas atividades no Centro da cidade.

Cabe ainda destacar que para os cidadãos que forem acometidos pelos sintomas da doença, a Prefeitura de Pombos disponibiliza a Unidade da Covid-19. A estrutura foi montada para atender à população pombense ao modo ‘hospital de campanha’, instalado separadamente no prédio do Hospital e Maternidade Virgínia Colaço Dias.

Foram contratados mais profissionais na prestação desse serviço e 14 leitos foram preparados para o tratamento dos pacientes infectados, além de uma ambulância específica para atendimento as pessoas com suspeitas da Covid-19.  “O Município ampliou a verba direcionada a manutenção do Hospital que realiza mensalmente cerca de 300 atendimentos. Os custos mensais para manter a unidade hospitalar giram em torno de R$ 1,7 milhão. A estrutura criada para o tratamento da doença conta com os equipamentos adequados, a exemplo de 03 respiradores. Já os 14 leitos que asseguram tratamento e internação suprem as regras estipuladas pelos órgãos de Saúde para o padrão estimado de 27 mil habitantes de Pombos”, explicou Sandra Simone, secretária municipal de Saúde.

Por sua vez, a Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com o Governo de Pernambuco realizaram a entrega de 400 cestas com produtos advindos da agricultura familiar, voltadas as famílias cadastradas no Programa do Leite, no CRAS e usuários do CAPS, os quais foram beneficiadas com produtos como: mel, frutas, verduras, tubérculos, ovos, dentre outros. Desde o início da pandemia já foram entregues diversas remessas de cestas básicas aos mototaxistas, prestadores de serviço de transporte alternativo e as famílias cadastradas.

Desde o dia 04 de julho, o comércio não essencial e o transporte alternativo foram autorizados a voltar atuar desde que sejam obedecidas às recomendações rígidas de prevenção ao vírus, dentre elas, dispor ao público álcool 70%, organização das filas e capacidade mínima de pessoas no interior do estabelecimento. Para o comércio, segundo o Decreto publicado pelo Prefeito, o horário de funcionamento deve ser das 8h às 19h, enquanto para o transporte alternativo, das 4h30 às 20h. A abertura gradativa vem sendo acompanhada por profissionais do serviço de Saúde e autoridades. Em caso de descumprimento, haverá punições previstas em Lei.

Pombos registrou até o dia 22 de julho, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os seguintes números da Covid-19: são 533 casos confirmados, 10 em investigação, 23 óbitos, e 292 casos de pacientes recuperados.