• Ceclin
jul 25, 2019 0 Comentário


Polo Industrial de Gravatá vai contar com cerca de 30 indústrias instaladas

Terreno onde será implantado o distrito industrial de Gravatá. Fotos: Ricardo Labastier / SECOM Gravatá

Terreno onde será implantado o distrito industrial de Gravatá. Fotos: Ricardo Labastier / SECOM Gravatá

O Prefeito Joaquim Neto (PSDB) recebeu na quarta-feira (24/7) o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, que conheceu o terreno onde será implantado o distrito industrial de Gravatá, no Agreste. Na ocasião, o secretário declarou apoio ao Município na concretização do projeto.

“O Estado tem a missão de se articular com a iniciativa privada e com as prefeituras na realização de projetos que promovam a geração de empregos. Fiquei muito feliz de ver a organização desse projeto em Gravatá. Vamos discutir formas de apoiar a instalação do distrito, viabilizando a instalação de cada fábrica e a agilidade na aprovação dos projetos de cada empresário, para que no mais curto espaço de tempo possível, o projeto saia do papel,” afirmou Bruno Schwambach.

Bruno SchwambachO Banco do Nordeste, parceiro assíduo dos projetos do governo municipal, e que já fechou financiamento com a prefeitura para a implantação do distrito, também marcou presença no encontro, através do superintendente da instituição, Ernesto Lima Cruz, e do gerente da agência em Gravatá. “Estruturar um polo industrial é uma coisa que para acontecer, é necessário que haja a união de muitas forças e o Banco do Nordeste não poderia ficar de fora disso, porque o polo vai passar por segmentos importantes da economia que envolvem o micro, o pequeno e médio empresário que estão conectados às ações do banco. Somos parceiros deste empreendimento e queremos participar de todo o financiamento para que haja, não só as instalações, como também as ampliações das empresas gravataenses que geram emprego e renda para a população,” registrou o superintendente.

Dilson Medeiros, empresário de uma fábrica de plásticos, falou sobre suas expectativas com a instalação do polo. “Já temos conversado há alguns anos com o prefeito sobre esse projeto. Nossa empresa começou em 2012 com dois funcionários e hoje, temos mais de 80. Cerca de 70% dessa linha de embalagens metalizadas vem de fora do Estado e realizamos a sua aquisição para implantar em Gravatá. Assim que recebermos o terreno, iremos ampliar a produção e,  consequentemente, nosso quadro de funcionários poderá chegar a cerca de 120. Então, muita gente vai ser empregada na cidade,” falou.

“O Município precisa desse distrito e nós nos comprometemos com os gravataenses para a realização desse sonho. Iremos trabalhar pra realizar a implantação do polo o mais rápido que pudermos. Hoje, depois da sinalização positiva de apoio do governo do estado, iremos nos reunir na próxima quinta-feira (1º), para já darmos encaminhamentos ao processo,” informou o prefeito. Também estiveram presentes o Deputado Estadual Lucas Ramos (PSB), a Gerente de Atração de Investimentos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco – (AD DIPER), Eduarda Spencer, o Gerente da AD DIPER, Cléber Campos, e Secretários Municipais de Imprensa, Fernanda Pérez, Indústria e Comércio, Darlan Raphael e de Planejamento, Joeides Pereira.

A área onde funcionará o Polo Industrial de Gravatá possui cerca de 50 hectares e fica localizada na BR 232, próximo ao Vila da Serra. De acordo com o projeto, inicialmente cerca de 30 indústrias irão ser instaladas no espaço.