Ceclin
out 24, 2019 0 Comentário


Polícia Civil de Amaraji prende acusado de matar amigo a pedradas

Cícero José da Silva, 43 anos, conhecido por Cícero Perneta, residente no Engenho Ponta de Pau, zona rural de AmarajiA  Polícia Civil da 66ª Circunscrição em Amaraji, na Mata Sul, prendeu na manhã da quarta-feira (23/10), José Edson Sena da Silva, autor do homicídio que teve por vítima Cícero José da Silva, 43 anos (foto), ocorrido no dia 07 deste mês na Rua José Alcides, no bairro Alice Batista, em Amaraji.

O acusado confesso do crime alegou que matou Cícero a pedradas por motivo fútil, pois segundo José Edson, a vítima devia um valor que havia pego emprestado e não pagou. Por conta dessa dívida que seria de R$ 10,00, no dia da morte vítima e acusado haviam discutido antes do crime. José Edson foi conduzido ao Presídio de Vitória de Santo Antão.

Mais homicídios

No dia 07 de setembro, Amaraji registrou assassinato dentro de uma residência no bairro Vila da Conceição, vitimando duas pessoas. Um dos alvos, Jakson Mário Oliveira dos Santos, 34 anos, foi a óbito ainda no local atingido por dois disparos no abdômen e um na cabeça. Outro amigo da vítima que segundo informações repassadas pela Polícia, também estava na residência identificado por Mateus, foi atingido por disparos e socorrido.

Recanto dos Pássaros

No dia 15 de setembro, o corpo de um homem caído ao chão foi visto numa rua do bairro Recanto dos Pássaros, em Amaraji. O corpo foi identificado pelo padrasto que reconheceu ser de José Carlos da Silva Alves, 33 anos, conhecido por Carlinhos Bala.

Rodovia PE-71

O corpo de um homem foi encontrado com tiros na cabeça no dia 13 de setembro, na rodovia PE-71, em Amaraji. Flávio da Silva Ferreira,  29, estava estirado no meio da estrada, principal via que liga as cidades Amaraji a Chã Grande. Junto ao corpo foi encontrado um veículo Vectra estacionado no acostamento e que possivelmente era dirigido pela vítima, porém encontrava-se sem a chave.

Mulher

Uma mulher de 55 anos foi morta a pedradas na madrugada do dia 1º de setembro em Amaraji. O corpo de Odete Maria da Silva, conhecida por Detinha,  estava parcialmente despido. Ao lado da cabeça da vítima, que ficou destroçada, havia um paralelepípedo. O crime ocorreu na Rua das Sempre Vivas, no Loteamento João Paulo II.

com informações do Amaraji Notícias