Ceclin
out 28, 2019 0 Comentário


Poker ganha popularidade no Nordeste e se torna referência no cenário nacional

Rogério Siqueira é um dos nomes mais conhecidos do poker brasileiro.  Foto: Pokernews

Rogério Siqueira é um dos nomes mais conhecidos do poker brasileiro. Foto: Pokernews

Até há alguns anos, o poker do Sul e Sudeste brasileiro dominava todo o cenário nacional. No entanto, com a globalização do esporte e o desenvolvimento de outras regiões do País no esporte das cartas, já não há uma soberania no poker brasileiro.

O poker nordestino é um exemplo importante dessa ascensão do esporte em demais localidades do País. Se no começo da década era raro ter jogadores do Nordeste com grande destaque, hoje é possível realizar uma lista de competidores nordestinos com destaque no Brasil e no mundo.

Alen Fillipi

Campeão da Nordeste Poker Series (NPS) em 2018, o alagoano Alen Fillipi vive o melhor momento de sua carreira. Especialista na modalidade Texas Hold’em, ele disputa o circuito nacional do Kings Series Of Poker (KSOP) em 2019.

No KSOP, Alen lidera acorrida pelo troféu de campeão e resta apenas uma etapa para o encerramento da temporada.

Em entrevista para o site Card Player, Alen comentou sobre a sensação de disputar o KSOP: “É sensacional. Não só pra mim, mas para todo poker do Nordeste. É também um ponto de entrada para jogadores que estão iniciando e precisam ou querem ter a experiência de jogar um evento de grande porte. Para os regulares então é a chance de jogar em casa um evento de nível internacional, eventos esses que raramente acontecem na nossa região.”

A última etapa da temporada acontecerá no Sheraton Grand Rio Hotel & Resort (Rio de Janeiro), entre os dias 6 e 13 de novembro, e ainda terá uma grade com mais de 30 torneios. Se conquistar o KSOP, o alagoano dará um salto importante em sua carreira, pois o evento é um dos mais conceituados do poker brasileiro.

Oderlândio Moura

O cearense Oderlândio Moura é uma figura muita conhecida no poker brasileiro. Ele apareceu para o cenário nacional e internacional em 2016, quando venceu o Evento Principal do WSOP Internacional em São Paulo.

De lá para cá, ele acumula resultados importantes em várias frentes. Em 2017, por exemplo, ele voltou a ter destaque em uma etapa do WSOP Internacional e ficou com o título do torneio Deepstack Hero Event na modalidade No Limit Hold’em.

Oderlândio também tem títulos em etapas no Campeonato Cearense de Poker (CPP). Além disso, ele já venceu torneios na Nordeste Poker Series e marcou presença em mesas finais do Campeonato Brasileiro de Poker.

Rogério Siqueira

Rogério Siqueira é um outro nome forte de Alagoas no poker brasileiro e já conquistou muitos títulos importantes. Em 2017, por exemplo, o competidor levou para a casa o troféu de campeão em uma etapa do circuito do World Series of Poker (WSOP) International Circuit, principal circuito do poker mundial.

Na ocasião, o alagoano precisou passar por 80 adversários e conquistou o tão almejado anel de campeão do WSOP em território argentino. No mesmo ano, ele também faturou uma etapa do BSOP (Campeonato Brasileiro de Poker).

Na atual temporada, Rogério Siqueira é líder do ranking Mixed Games no BSOP. Ele assumiu a liderança em julho, quando venceu o torneio 8-Game na etapa Winter Millions e conquistou pontos preciosos na luta pelo título.

Para a última etapa da temporada do BSOP, que acontecerá entre os dias 26 de novembro e 5 de dezembro em São Paulo, Siqueira precisará ter uma ótima performance para não deixar escapar o troféu de campeão do Mixed Games. Isso porque sua vantagem para o segundo colocado, o carioca Marcel Mesqueu, é de apenas 30 pontos.

Pablo Brito da Silva

Pablo Brito é o principal nome do poker online no Nordeste.

Pablo Brito é o principal nome do poker online no Nordeste. Foto: Pokernews

Segundo o ranking do site PocketFives (conteúdo com língua inglesa), o baiano Pablo Brito é quarto melhor brasileiro colocado no ranking mundial de poker online —40º melhor do mundo.É válido destacar que todos os jogadores que jogam torneios online têm um apelido e, no caso de Pablo, ele é conhecido nos torneios como “pabritz”.

O sucesso de “pabritz” serve como incentivo para outros jogadores do Nordeste e de que é possível ir longe com muito estudo e dedicação ao esporte. O baiano tem excelente reputação no mundo das cartas e chegou a ser o 13º melhor do mundo no primeiro semestre de 2019.

Outros nomes a destacar no poker nordestino

Apesar de não viver a melhor fase da carreira, o cearense Bruno Foster tem uma carreira vitoriosa e é o único jogador da história do poker brasileiro a chegar na mesa final do Evento Principal do WSOP, espécie de Copa do Mundo do poker.

Além dele, também vale destacar outro jogador experiente e com alta reputação mundial, Ariel Bahia. O baiano é um dos poucos brasileiros que têm histórico vencedor nas modalidades online e ao vivo.

A força da Nordeste Poker Series

Inaugurada em 2016 e com importante apoio da 888 Poker Brasil para expandir e solidificar a marca do circuito nos primeiros anos, a Nordeste Poker Series se tornou uma referência de organização no País e atualmente é a principal atração do poker nordestino.

O circuito passa por cidades de alto apelo turístico do Nordeste anualmente e é o principal objeto de conquista de milhares de jogadores da região. A força do circuito é tão impressionante que não é exagero colocar a Nordeste Poker Series entre os três circuitos mais bem estruturados do Brasil.

Grande entusiasta do poker nordestino e integrante do time de Pernambuco  no Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes, Eloy Vasconcelos é um dos principais defensores da Nordeste Poker Series e acredita que o circuito tem muito potencial para crescer.

“Hoje nós já temos o maior circuito entre os estaduais do Nordeste, é que o distribui mais prêmio. Temos muito potencial”, disse Eloy em declarações ao site SuperPoker.

A etapa derradeira de 2019 do circuito nordestino está marcada para acontecer em Fortaleza, no Grand Mareiro — de 11 a 16 de dezembro.