Ceclin
jul 26, 2019 0 Comentário


Poesia de detentos vira livro inspirado na liberdade

Paraibano radicado em Pernambuco, Edgar Ferreira Diniz Junior, leciona, desde 2006, aulas de Literatura de Cordel. Fotos: Ray Evllyn | SJDH

Paraibano radicado em Pernambuco, Edgar Ferreira Diniz Junior, leciona, desde 2006, aulas de Literatura de Cordel. Fotos: Ray Evllyn | SJDH

“Eu procuro na jornada essa tal de liberdade”. Esse é um dos versos que abre o livro “Nas Asas da Liberdade”, uma coletânea cordéis escritos por detentos de Pernambuco, confinados em presídios e penitenciárias da Região Metropolitana do Recife. A obra foi construída com Edgar Diniz, poeta e professor de história na rede estadual de ensino, e contou com o apoio da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres).

Ray Evllyn SJDH 03 (1)Sob as mãos de mais de 120 reeducandos, os poemas foram escritos ao longo de 2018 e para isso, eles participaram de aulas de língua portuguesa e poesia nas escolas que funcionam nos estabelecimentos prisionais como as penitenciárias Professor Barreto Campelo, Agroindustrial São João, os presídios de Igarassu e Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, entre outros. A obra será distribuída nas unidades prisionais e em breve poderá ser vendida para o público em geral.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, aprovou a iniciativa. “Nosso maior objetivo é que essas pessoas privadas de liberdade tenham acesso à educação e cultura, para que assim, não voltem a engordar os índices de criminalidade. Quanto mais apropriado de conhecimento, maiores são as chances do reeducando encontrar um novo caminho aqui fora”, explica o gestor.

Paraibano radicado em Pernambuco, Edgar Ferreira Diniz Junior, leciona, desde 2006, aulas de Literatura de Cordel, com o projeto “Educando em Cordel”. “Além de ensinar, também aprendi que a poesia pode mudar o contexto, a vida dessas pessoas. A arte tem o poder transformador”, afirma Diniz.