Ceclin
jul 31, 2020 0 Comentário


PM e PRF detêm 11 pessoas e resgatam gestante sequestrada em Gravatá

Um grupo formado por 11 pessoas, com idades entre 18 a 46 anos, foi detido, e uma adolescente grávida de sete meses, vítima de sequestro, foi resgatada, na tarde da quinta-feira (30/7), por policiais militares da 5ª CIPM e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Gravatá e Amaraji, no Agreste de Pernambuco.

O grupo é suspeito de praticar tráfico de drogas, roubo de cargas e assalto a veículos nas rodovias federais da região. O serviço de Inteligência da PM apurou informações de que uma adolescente de 17 anos havia sido sequestrada e estaria sendo mantida refém em um cativeiro, localizado em um bairro de Gravatá. Foi montada a operação conjunta e, ao chegar no local, foram apreendidas duas armas e detidos dois homens e duas mulheres, que mantinham a vítima presa. Ela havia sido sequestrada há sete dias no município de Belo Jardim e estava bastante assustada. Ela teria sido sequestrada devido a uma dívida do irmão dela com o grupo.

Em seguida, foram realizadas abordagens em outras casas onde se escondiam suspeitos de integrar a quadrilha. Com os detidos, foram apreendidas outras três armas, 148 munições, 1,6 Kg de maconha, R$ 7.314, diversos cheques preenchidos, uma caminhonete de luxo roubada, uma balança de precisão e um jammer, equipamento utilizado para bloquear o sinal de rastreamento de caminhão.

O grupo e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Gravatá, que irá investigar o caso. A vítima foi encaminhada ao Conselho Tutelar do Município. Os acusados devem passar por audiência de custódia nesta sexta-feira.

Perfumes roubados

Criminosos roubaram na quarta (29/7), na BR-232, em Gravatá, um caminhão com uma carga de perfumes avaliada em R$ 60 mil. O veículo e os produtos foram recuperados pela PM no Distrito Industrial de Caruaru. Os policiais prenderam Flávio Rafael da Silva, 34 anos, residente no Cabo de Santo Agostinho (RMR). Ele estava com um chupa-cabras utilizado para confundir o rastreamento.