Ceclin
jan 07, 2021 0 Comentário


Polícia Militar aponta grupo de praticar homicídios e tentativas na quarta-feira (6) em Vitória e Pombos

Por Lissandro Nascimento

Equipes especialmente designadas pelo comando do 21º Batalhão da Polícia Militar (21º BPM Monte das Tabocas) conseguiram deter um grupo apontado como autores de três homicídios e três tentativas ocorridas na última quarta-feira (06/01), em Vitória de Santo Antão, bem como na vizinha cidade de Pombos. Eles pretendiam executar oito pessoas para facilitar a implantação de um novo comando para o tráfico de entorpecentes no Município.

Os indivíduos foram presos na madrugada do dia 07 de janeiro, nas proximidades de um posto de combustíveis na rodovia BR-232. Segundo a PM, duas pessoas estavam em um veículo Siena prata de Placa PEM-4736, o mesmo carro que foi utilizado horas antes para deixar um de seus comparsas na Emergência do Hospital João Murilo de Oliveira (HJMO), em Vitória, que saiu baleado quando o grupo tentou matar Vinícius Ribeiro da Silva, de 18 anos, no Loteamento João Farias, área urbana de Pombos. Segundo a Polícia, na tentativa de matar esse jovem que reagiu também armado, um dos atiradores, Sérgio dos Santos Cavalcanti, de 31 anos, também saiu baleado e foi deixado pelos comparsas no HJMO e depois removido para o Hospital da Restauração (HR), em Recife, unidade que também se encontra internado Vinícius que ficou ferido na mão direita. Ambos estão custodiados no HR pela PM.

No entanto, o Hospital da Restauração havia informado a Imprensa que o rapaz baleado nesse caso, precisamente no Loteamento João Farias, em Pombos, teria o nome de Clício Ribeiro da Silva, o que contrasta com o nome divulgado pela PM.

Em entrevista a uma emissora de rádio local, o Major Carvalho detalhou essa operação. O militar disse que os celulares apreendidos que estavam com o grupo detido provam (através de conversas por WhatsApp) todo o esquema seqüencial de crimes de mortes assistidos em Vitória na última quarta (6), os quais envolvem os homicídios nos Bairros da Pitada, Luiz Gonzaga e Alto do Amparo. O árbitro esportivo Ednaldo Pereira de Andrade (Bolão), 45 anos, e seu filho, Matheus Henrique da Silva Andrade, 19, foram vítimas desse grupo segundo a Polícia, instante em que Ednaldo morreu na hora, enquanto Matheus, que segundo a PM seria o alvo principal, se encontra internado no Hospital da Restauração (HR), em Recife.

Ainda na noite de quarta (6), esse mesmo grupo esteve no Bairro Prof. Mário Bezerra, quando tentou matar à bala o jovem José Felipe Horácio da Silva. Ele havia sido alvejado por três indivíduos que lhe acertaram o rosto e a barriga. Felipe foi socorrido até o Hospital João Murilo e passa bem.

A PM identificou os integrantes dessa formação criminosa como Adriano José do Nascimento Júnior, Danylo Lopes da Silva e Antônio Barbosa de Souza Júnior. Os dois primeiros foram flagrados com um revólver calibre 38, 15 gramas de maconha, quatro aparelhos celulares (2 com queixa de roubo), e uma balaclava. Foi constatado ainda que o veículo possuía restrição para roubo. Ainda durante diligências, os policiais detiveram Iris Ruana Pereira da Silva que estava colocando uma Moto CG 150 FAN de Placa PFA-4019 para dentro de uma casa situada em Pombos, sendo também constatada que era roubada.

Ainda segundo a PM, Sérgio dos Santos é suspeito, juntamente com Antônio Júnior, de cometerem o homicídio praticado no dia 21 de dezembro vitimando um mototaxista em um Bar situado no Centro de Pombos, o qual detém características físicas semelhantes às do autor do crime que aparece nas imagens das câmeras. No celular apreendido de Danylo Lopes verificou-se que a tela de bloqueio é de uma imagem com um revólver inox idêntico ao apreendido naquela ocorrência. A Polícia ainda informou que em um dos celulares aprendidos com os suspeitos foi encontrado imagens das casas das vítimas, bem como fotos das pessoas a serem executadas.

Antônio Barbosa de Souza Júnior, ainda segundo a Polícia, de vulgo “Peixe”, que se encontra foragido, pelas provas levantadas durante essas diligências apontam que é o mentor desses e outros homicídios e teria, segundo informações, uma ‘lista da morte’ para execução de outros rivais do comércio de tráfico de drogas. Ele integra uma robusta organização criminosa que pretende dominar o território local, informou a PM. O Major adiantou também que as próximas vítimas da lista seriam moradores do Bairro do Maués, em Vitória.

SAIBA TAMBÉM:

– Homem de 35 anos é a primeira vítima de homicídio de 2021 em Vitória 

– Bairro Luiz Gonzaga registra segundo homicídio desta quarta-feira (06)

Pai morto e filho baleado no Alto do Amparo, em Vitória