• Ceclin
jun 17, 2008 0 Comentário


Plantão de Notícias

“Passaram a perna” no cavalo?

Pelo fato de não ter vigiado o seu próprio cavalo o Vigilante Arinaldo Alves Ótix, 46, residente no bairro do Cajá, queixou-se na Delegacia local que deixou o seu cavalo descansando na Praça de Redenção totalmente celado. Porém ao retornar, deu-se conta de que lá o animal permanecia, mas levaram uma cela completa de montaria, além de uma rédea também completa para cavalo, uma manta de pelagem de bode. Sob o lombo despido do cavalo pediu providências policiais.

Mulher ameaçada mais uma vez

A Agente de Saúde Danielly Gonçalves de Lira Sena, 27, residente no bairro de Lagoa Redonda, lotada na Prefeitura Municipal, queixou-se pela segunda vez que está sendo ameaçada por seu marido, José João Célio. O fato se deve a mesma não mais querer viver com o seu companheiro, porém ele não aceita esta separação, ameaçando tirar a vida da vítima caso ela o deixe. Cansada, pede providências e medidas judiciais cabíveis.

Invasão em Lagoa Redonda: o pedreiro Geraldo Gomes, 45, residente no bairro de Lagoa Redonda, contou que desconhecidos invadiram sua residência e furtaram um motor bomba d’ água. Pede providências.

“Só quero dormir”: o estudante Cezar Eronildes da Silva Lima, 16 anos, morador do Alto José Leal, disse aos policiais que foi pedir uma “dormida” a pessoa conhecida por “Jujú”, a qual se negara em ajudá-lo e ainda agrediu o adolescente. Magoado pediu intervenção policial.

“A casa caiu”: o motorista Flávio Roberto dos Santos, 41, morador do Maués, queixou-se que teve um pilar de sua residência na parte dianteira danificada por um caminhão que faz o transporte de bebidas da Empresa Coca-Cola Guararapes, de placa KKS 1506, cor azul. O acusado não identificado tomou destino ignorado evadindo-se do local. Solicita as medidas cabíveis.

Professora assaltada I: a professora Lucicleide Maria de Oliveira, 29, moradora da Rua Cônego Américo Vasco (Matriz) relatou que foi abordada por um homem de revólver na sua rua, o qual levou sua bolsa tira-colo, com carteira de documentos e cartões de crédito, além das chaves de sua residência, óculos esportivo, celular e a quantia em espécie no valor de R$ 55,00.

Professora assaltada II: a professora Núbia Fabiana do Nascimento Silva, 28, reside no bairro do Livramento, foi a D. P. contando que se encontrava em um coletivo, no centro da Vitória, no qual percebeu que havia sido furtada por pessoas não identificadas, levando os seus pertences pessoais e uma bolsa com todos os seus documentos.

por Bernardo Júnior.