• Ceclin
jun 16, 2008 0 Comentário


Plantão de Notícias

Suicídio no Jardim Ipiranga

Através de um telefonema anônimo foi avisado ao Chefe de Investigação que um homem havia se suicidado, onde a Polícia ao chegar ao bairro de Jardim Ipiranga constatou que o pedreiro Antão Antonio da Silva, 58, havia orquestrado o seu enforcamento no banheiro de sua residência. Segundo familiares ele estava ultimamente muito deprimido, reclamando que não mais se sentia útil a sociedade e outros motivos não divulgados.

Servidor Público agredido

O funcionário da Prefeitura da Vitória Amaro Brito da Silva, 48, residente no bairro da Mangueira, contou na Delegacia local que estava em sua residência por volta das 19:10 h. quando um homem conhecido como “Dão Frei” que mora no Livramento, invadiu a sua casa agredindo-o dentro do bar do qual a vítima é proprietário. Em virtude de ter se negado em vender fiado, foi agredido fisicamente, pedindo intervenção policial.

Abandonou menor com a ex-sogra

A sra. Ana Cristina de Moura Silva, 37, moradora do Maués, queixou-se na D. P. que sua ex-nora Auvanir Alves da Silva (conhecida por Patrícia) abandonou uma criança de 01 ano de idade em sua residência. Segundo ela, a acusada abandonou e não sabe o que fazer, pois a criança chora e chama pela mãe e a mesma não se dispõe buscar o seu filho. Diante do fato solicita a intervenção policial.

Mulher sofre ameaça e tem casa invadida

A sra. Maria José dos Santos, 50 anos, residente no Distrito de Bonança II, em Vitória, denunciou na D. P. que os desocupados conhecidos por “Geovane” e o outro por “Dinho”, residentes em Bonança, danificaram fortemente sua residência, quebrando tudo, inclusive portas e telhas, ainda a ameaçando de morte. Relatou que o seu filho está sendo ameaçado constantemente pelos dois acusados, os quais andam armados de faca-peixeira e revólver. Solicita a intervenção da Polícia.

Agressão no Cajá: a estudante Aline Aparecida da Silva Santos, residente no Matadouro, contou na D.P. que foi agredida violentamente por Johamis Santana da Silva, 24, que reside no bairro do Matadouro. Por ser seu namorado, ela alega motivos de ciúmes pela agressão sofrida.

Difamação em Campina: a estudante Sandala Nestor de Souza, 18, residente no Sítio Campina (Vitória), queixou-se na D. P. que Joana Prazeres da Silva, de 37, está difamando sua pessoa com palavras de baixo calão. Pede intervenção da polícia antes que faça justiça com as próprias mãos.

Agressão no José Leal: a vendedora Patrícia Maria da Silva, 31, residente no Alto José Leal, relatou na D. P. que foi agredida por seu ex-companheiro, o José Ricardo da Silva, também residente neste bairro. O fato ocorreu em via pública diante de muitos curiosos. Ela afirma que mesmo estando separada, ainda se encontrava com ele. Quando ela decidiu não mais se encontrar com ele, o mesmo perdeu o controle e deu-lhe uma surra.

Agredido pelo cliente: o dono de Bar José Eduardo Martins da Silva, 21, que reside no bairro da Mangueira, relatou que foi agredido fisicamente com fortes socos por um rapaz conhecido por Jaílton “Riqueline”. Pelo fato de ter demorado em atendê-lo o rapaz não perdoou e o bateu bastante.

Dívida saiu cara: a doméstica Joelma Creusa da Silva, 26, moradora do Lot. Luiz Gonzaga, contou na D. P. que foi cobrar um débito aos Marchantes: “Deda” e “Araponga”; os quais depois de serem cobrados a agrediram com socos, puxão de cabelos e chutes. Os acusados residem no Alto José Leal e pelo visto não suportam ser cobrados.

Agressão em Santana: O agricultor Gustavo Romão dos Santos, 21, residente no Sítio Santana, zona rural da Vitória, queixou-se na Delegacia que foi agredido fisicamente por seu tio, conhecido apenas por “Biu Romão”. O acusado visivelmente em estado de embriaguês agrediu o seu sobrinho com socos e pontas-pé, segundo ele, sem motivo aparente.

Assalto na Duque de Caxias: a estudante Jéssica Caroline da Silva, 18, contou na D. P. que foi abordada por dois elementos armados na Praça Duque de Caxias, centro da Vitória, por volta das 18:00 h. O elemento não identificado anunciou o assalto e levou o seu celular.

Briga de vizinhas: a doméstica Ladjane Nascimento Silva, 27, moradora de Cacimbas – zona rural da Vitória, queixou-se que a sua vizinha Eliane a agrediu com um tapa no rosto, em decorrência de ciúmes pelo fato em ter uma filha menor que é afilhada do marido da acusada. Enciumada Eliane ameaçou tirar a vida da queixosa com uma faca-peixeira.

Assalto na Mangueira: o estudante Gleibson Ferreira Divino, 36, residente na Bela Vista, se encontrava na casa de um amigo e ao sair do bairro da Mangueira deparou-se com dois homens armados que anunciaram o assalto por volta das 19:30 h., levando dele o celular.

Assalto no Livramento: o estudante André Gustavo dos Santos Ferreira, 23, residente no Livramento, contou que foi abordado por dois desconhecidos, em uma moto e com capacetes, o qual o roubou por volta das 19:30 h. levando o celular e seus documentos pessoais.

por Bernardo Júnior.