Ceclin
abr 16, 2008 3 Comentários


Plantão de Notícias

Fugitivo baleado em Vitória

Fernando Sotéro da Silva, 36, residente na rua Projetada no bairro de Água Branca deu entrada no Hospital João Murilo no último dia 14 vítima de disparo de arma de fogo que o atingiu nas pernas, segundo o mesmo, este atentado à sua vida foi cometido por um elemento desconhecido. Durante o atendimento o rapaz declarou que era fugitivo da Penitenciaria Agrícola de Itamaracá (PAI), após os primeiros socorros ele foi transferido para o Hospital Otávio de Freitas e após sua recuperação será recambiado para a Unidade Prisional.

Aumento descontrolado da violência

Por volta das 00:30h. de hoje as poucas pessoas que ainda transitavam pela rua Primitivo de Miranda foram surpreendidas por disparos de arma de fogo, tratava-se de mais um homicídio em nossa Cidade. A vítima desta vez foi o lavador de carros – Gildo Ferreira da Silva, 31, residente nas proximidades de onde foi morto. O mesmo havia sido detido há alguns dias por ter bebido em um bar e ter recusado a pagar a conta. O saldo de homicídios cometidos em Vitoria têm aumentado assustadoramente e sempre não se descobre o autor ou autores dos crimes.

Professora assaltada na Capital

Mônica de Fátima Silva Barbosa, 34, residente no bairro do Cajá, relatou na Delegacia Municipal da Vitória que foi abordada por um casal em um ponto de ônibus no bairro da Várzea – Recife, sendo ameaçada por eles que usavam uma arma branca e tomaram sua bolsa contendo R$ 120,00 em espécie.

Ladrões arrependidos

O Evangélico Josias Manoel residente no bairro da Bela Vista relatou que elementos desconhecidos furtaram da frente de sua residência dois tonéis que o mesmo usa para armazenar água, a surpresa foi que após alguns minutos os meliantes devolveram o material roubado por ter descoberto que a vítima era Pastor Evangélico. (Será que eles ficaram com medo de um castigo Divino?)

Mulher agredida

Ednalva da Conceição Silva, 26, residente no Alto José Leal, relatou na Delegacia de Polícia que foi agredida junto com sua filha menor – física e moralmente – por seu ex-companheiro João Manoel da Silva que reside na rua Manoel Borba, bairro do Cajá. O motivo da agressão foi a cobrança de pensão alimentícia dos dois filhos que tiveram durante o relacionamento. Ao saber da cobrança o referido cidadão armou-se de uma faca peixeira e foi tomar satisfação com a vítima: “Ele só não me matou porque os vizinhos me ajudaram” relatou a mesma, diante de todos os fatos ocorridos a senhora agredida pede providências policiais.

Assaltos em toda a cidade.

Tá dominado !

O povo da Vitória não tem mais tranqüilidade, é preocupante o número de assaltos que vêm ocorrendo em toda a cidade. A Sra. Marcela Tamires Santos Silva residente no bairro do Maués, por volta das 18:30 h. foi abordada por um elemento desconhecido que tomou de assalto seu aparelho celular avaliado em R$ 200,00. O auxiliar de escritório Ramatiz Maciel Gomes, 34, residente no Lot. São Severino relatou que transitava pelo bairro do Pinga-Fogo, quando foi abordado por três elementos, um deles armado com um revólver o obrigaram a deitar no chão, tomando do mesmo um aparelho celular e seu cartão de crédito. O cidadão Hiran Maciel Gomes, 40, trafegava nas proximidades do Magistério, quando também foi abordado por três elementos e um deles armados com um revólver, que o obrigaram a deitar-se no chão, tomando do mesmo seus pertences, um aparelho celular, documentos pessoais e as chaves de seu veículo. Por volta das 19:50 h. de ontem (15) a menor R. P. R. S. transitava com a sua mãe nas proximidades da Av. Mariana Amália, quando um elemento desconhecido as abordou tomando de assalto da menor seu aparelho celular.
Amedrontados com a falta de policiamento nas ruas, as vítimas prestaram queixa na Delegacia de Polícia no intuito de que sejam tomadas providências cabíveis pelas autoridades competentes.

Reportagem: Bernardo Júnior.