• Ceclin
set 01, 2008 5 Comentários


Pilako: "Aglaílson e Elias são iguais"

Pilako revela sua estratégica metralhadora de campanha
O Guia Eleitoral desta segunda-feira (01/09) dos candidatos a prefeito nas Eleições 2008 em Vitória de Sto. Antão iniciou com o candidato da coligação Vitória de Cara Nova (PTB-PRP-PHS), Cristiano Pilako. Ele foi convincente, inovador, metralhador, argumentativo e causou uma empatia natural com o ouvinte quando provocou a pensar com ele.

Fazendo um discurso inicialmente filosófico ele citou Deus e frisou: “Todos passamos pela fase do nascer, crescer e morrer… Agradecemos a Deus por nos fornecer esta oportunidade”, afirmou trazendo a discussão para a nossa cidade quando se referiu que ela está em nova fase e de decisão. “No nosso governo faremos uma política de profissionalização que dê oportunidades a mão de obra local competir com qualidade no mercado de trabalho”, alfinetando depois: “Os nossos governantes, que são os políticos profissionais da Vitória, nunca se preocuparam com a problemática do desemprego em nossa cidade”, sentenciou.

Propondo: “Vou criar a Secretaria das Cooperativas, que terá a função de incentivar cooperativas em diversos segmentos da cadeia produtiva local, a exemplo do setor agrícola, costureiras, mercado informal e demais”, explicou Pilako.
Chamando a responsabilidade do eleitor para a decisão que irá tomar no dia 05 de outubro, ele não perdoou as duas principais lideranças do Município. Perguntou ao ouvinte quem foi que mais se beneficiou com as duas principais obras nos últimos dez anos, no caso da nova BR 232 e a chegada da Sadia.
“O sr. Elias Lira foi beneficiado no Governo Jarbas tendo suas terras 1.000% valorizada em razão da passagem da nova BR 232 pelas terras dele”, falou. Citando que os meios de comunicação ligados a Aglaílson o criticaram por isso. Completando: “Já as terras em torno da Sadia quem se beneficiou foram os filhos de José Aglaílson”, afirmou.

Ele explicou aos ouvintes que primeiro eles pensam neles para depois pensar no governo para o povo. Direcionando que estes políticos profissionais citados por ele praticam e se “servem da especulação imobiliária”, afirmou Cristiano Pilako. “Dê uma oportunidade a você, votando no novo”, finalizou.

Logo mais o resumo do Guia dos demais candidatos.

por Lissandro Nascimento.