Ceclin
dez 30, 2016 0 Comentário


Pernambuco terá mais 38 escolas integrais, com aumento de 7.800 vagas

e8fd81726f1364128f812bad9d2d3f7a

Governador Paulo Câmara e ministro da Educação, Mendonça Filho, durante anúncio das novas escolas integrais, nesta quinta-feira, no Palácio do Campo das Princesas. Foto: Diego Nigro

Para ampliar a carga horária, o Estado recebeu R$ 79 milhões do Ministério da Educação. Anúncio foi feito nessa quinta-feira no Palácio do Campo das Princesas, com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho

Pernambuco terá mais 38 escolas de ensino médio em tempo integral no próximo ano letivo, que começa em fevereiro de 2017. Serão abertas 7.800 novas vagas para alunos que vão cursar o ensino médio em 28 cidades do Estado (onze no Recife e Região Metropolitana). Para ampliar a oferta de colégios com jornada ampliada, o governo estadual recebeu R$ 79 milhões do Ministério da Educação. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, no Palácio do Campo das Princesas, bairro de Santo Antônio, área central do Recife, com a presença do governador Paulo Câmara e do ministro da Educação, Mendonça Filho.

A rede estadual de ensino conta atualmente com 335 escolas integrais, das quais 35 são técnicas, somando 168 mil alunos matriculados. É a maior rede com esse perfil do País. O dinheiro repassado pelo MEC vai contribuir para implementação de 36 dos 38 novos colégios integrais. Os outros dois serão custeados pelo próprio governo estadual. “A ajuda do MEC vai permitir que ampliemos em 10% nossa rede de escolas integrais. Os resultados que conquistamos nas avaliações mostram que estamos no caminho certo”, comentou o governador Paulo Câmara.

O ministro Mendonça Filho destacou a importância da educação integral. “A escola integral tira os alunos da rua, oferece e garante um ensino de melhor qualidade. Hoje Pernambuco é considerado o Estado com o melhor ensino médio integral do Brasil”, afirmou. O repasse de verbas faz parte do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral.

NO PAÍS

Segundo o MEC foram aprovadas 528 instituições nos 26 estados e no Distrito Federal, representando 266 mil novas matrículas em tempo integral no primeiro edital do programa. As unidades federativas terão de 2017 a 2020 para implementar as escolas. Os recursos serão transferidos por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Por aluno, anualmente, o governo federal repassará R$ 2 mil.

Veja as escolas que passarão a ser de ensino integral em 2017 em Pernambuco: 

31128699884_20370d1aca_o

Fonte: Jornal do Commercio