Ceclin
nov 13, 2009 0 Comentário


Pernambuco tem 215 mil pessoas inscritas

Publicado em 13.11.2009

Com promessa de facilitar a aquisição da casa própria por famílias com renda mensal de até 10 salários mínimos, o Minha casa, minha vida foi lançado oficialmente em abril deste ano. De lá para cá, o programa do governo federal já contabiliza 215 mil inscritos somente em Pernambuco. Até ontem – quando o Estado anunciou liberação dos terrenos e a seleção dos projetos de construção –, o programa só tinha caminhado na esfera privada, ou seja, em terrenos de propriedade das construtoras.
Até agora, a Caixa Econômica Federal contabiliza 2.120 unidades habitacionais contratadas no Estado, sendo 682 para famílias com renda de até 3 salários mínimos (278 em Vitória de Santo Antão e 404 em Petrolina), 1.438 unidades para famílias até 10 salários mínimos, em vários municípios da RMR e interior.

O banco já recebeu 10.517 propostas, sendo 6.581 unidades para famílias até 3 salários mínimos e 3.936 unidades para famílias até 10 salários mínimos.
Na esfera pública, o programa está sendo realizado em três etapas. “A primeira foi a inscrição das famílias interessadas. Depois partimos para o levantamento de terrenos públicos e agora estamos selecionando os melhores projetos”, explicou presidente da Cehab, Amaro João da Silva.
Conforme adiantou o secretário das Cidades, Humberto Costa, ainda neste mês, a Cehab encaminhará à Assembleia Legislativa do Estado (Alepe), documento com informações sobre os próximos terrenos públicos que deverão ser incluídos no Fundo de Arrendamento Residencial e destinados aos projetos do Minha casa, minha vida. “Estamos concluindo levantamento no interior e na região metropolitana sobre a disponibilidade e adequação das áreas”.
(Jornal do Commercio).