Ceclin
Maio 28, 2021 0 Comentário


Pernambuco inicia vacinação dos trabalhadores da Educação e do transporte público

241 mil doses da AstraZeneca/Oxford que chegaram ao Estado na última quarta-feira. Foto: Aluísio Moreira/SEI

Professora Flávia Costa e o motorista Edilson Araújo foram os primeiros profissionais dessas categorias a receber a vacina da AstraZeneca/Oxford no Recife

Pernambuco iniciou, nesta sexta-feira (28.05), a imunização dos trabalhadores da Educação e dos motoristas e cobradores do transporte público. O ato simbólico, que contou com a presença do governador Paulo Câmara (PSB), aconteceu no Compaz Escritor Ariano Suassuna, localizado no bairro de San Martin, no Recife. As mais de 241 mil doses da AstraZeneca/Oxford que chegaram ao Estado na última quarta-feira (26.05) estão sendo destinadas à imunização de pernambucanos desse grupo prioritário.

“Demos um passo fundamental agora, com todos os grupos prioritários sendo incluídos, e também tendo condições de iniciar a imunização de pessoas com 59 anos de idade. Esperamos que, se tudo der certo, no mês de junho possamos avançar cada vez mais para continuar protegendo a população pernambucana”, afirmou Paulo Câmara.

A primeira a receber a vacina contra a Covid-19 foi a professora da Escola Municipal Divino Espírito Santo, Flávia Costa, de 38 anos, que ressaltou a emoção de estar sendo imunizada. “Estou muito emocionada, principalmente por estar representando minha escola e os professores da rede municipal do Recife. Não vejo a hora de todos estarem vacinados, para que a gente se sinta mais seguro para o retorno às aulas”, disse.

Por sua vez, o motorista de transporte público do Grande Recife, Edilson José de Araújo, enfatizou que, após receber a primeira dose da vacina, passou a se sentir mais seguro para exercer a profissão. “Fico muito feliz em ver a minha categoria finalmente se vacinando. Já que trabalhamos diretamente com o público, temos medo de levar essa doença pra casa. Depois de ter sido imunizado vou trabalhar muito mais seguro e tranquilo”, concluiu.

Também participaram do ato simbólico a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), os secretários estaduais André Longo (Saúde) e Tomé Franca (Desenvolvimento Urbano e Habitação), além do prefeito do Recife, João Campos (PSB).

NOVOS GRUPOS

Na última quinta-feira (27.05), o governador anunciou a autorização da vacinação de todos os grupos prioritários previstos no Plano Nacional de Imunização (PNI), além de pessoas com 59 anos de idade. O agendamento dos novos grupos será organizado de acordo com o esquema de cada município.

O Governo dá mais um passo importante e anuncia a vacinação dos trabalhadores do Sistema Único da Assistência Social (SUAS) que estão em exercício e que atuam nos Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), nos Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) e também nos Conselhos Tutelares.  Serão contemplados 5.996 trabalhadores, que representam 42,3% do total do SUAS em Pernambuco.

Grupos prioritários já autorizados:
Pessoas com 60 anos ou mais abrigadas em instituições
Pessoas com Deficiência abrigadas em instituições
Povos indígenas
Trabalhadores de Saúde
Pessoas com 60 anos de idade ou mais
Povos e Comunidades tradicionais Quilombolas
Pessoas com comorbidades e gestantes e puérperas com ou sem comorbidades
Pessoas com Deficiência Permanente
Forças de Segurança e Salvamento
Trabalhadores de Transporte Aéreo
Trabalhadores Portuários

Autorizados a partir de hoje:
Pessoas com 59 anos ou mais (nova faixa etária autorizada em Pernambuco)
Trabalhadores da Educação do Ensino Básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA)
Trabalhadores da Educação do Ensino Superior
Forças Armadas
Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros
Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário
Trabalhadores de Transporte Aquaviário
Caminhoneiros
Trabalhadores Industriais
Trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos
Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade
População Privada de Liberdade
Pessoas em Situação de Rua (18 a 59 anos).