Ceclin
abr 13, 2010 1 Comentário


Perda dos pontos do Bode reaviva disputa

Publicado em 13.04.2010
O resultado do julgamento do Araripina ontem à noite, no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE), botou fogo na briga contra o rebaixamento à Série A2 do Campeonato Pernambucano da próxima temporada. O representante do Sertão perdeu três pontos – também foi multado em R$ 500 – e agora está empatado com o Vera Cruz na pontuação, com 19, mas leva vantagem no número de vitórias (6×4). É o décimo colocado, enquanto o adversário direto é o vice-lanterna.
Um dos dois vai se juntar ao Sete de Setembro na Segunda Divisão do ano que vem após a última rodada da fase classificatória do Estadual. O time de Garanhuns foi matematicamente rebaixado no domingo passado, derrotado por 1×0 pelo Sport, na Ilha do Retiro.
No próximo domingo, a partir das 16h, ambos vão jogar na condição de visitante. O Araripina vai a Vitória de Santo Antão para enfrentar o Vitória. O Vera Cruz visita a Cabense, no Cabo de Santo Agostinho.
O Bode do Araripe foi julgado pela escalação irregular do meia Dunga contra a Cabense, no dia 14 de março. Segundo concluiu o TJD-PE, o clube não poderia ter escalado o jogador porque ele deveria cumprir suspensão pelo acúmulo de três cartões amarelos. Por isso, condenou a equipe com a perda dos três pontos.
Mas este caso não deve ter um ponto final tão cedo. O Araripina ainda tem a possibilidade de recorrer ao Pleno do TJD-PE. Se perder novamente, segue para as instâncias do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). “Vamos recorrer, mas também vamos resolver na bola.
Ainda falta uma rodada, e levamos vantagem no critério de desempate”, comentou o diretor do clube sertanejo, Walmy Bezerra.
Caso o Bode tivesse ganho a causa ontem, estaria decretado momentaneamente o rebaixamento do Vera Cruz, que ainda poderia alcançar o Araripina no número de pontos, mas não se igualaria em vitórias. Nesta hipótese, tampouco o processo seria extinto, porque o Galo também poderia recorrer da decisão.
(Jornal do Commercio).

LEIA MAIS: