Ceclin
Maio 10, 2008 1 Comentário


Paulo Roberto intensifica contatos com o Prefeito de Gravatá

Articulando apoios: Paulo Roberto com Joaquim Neto.
Através da assessoria do gabinete do Prefeito de Gravatá o Blog teve acesso ao teor da visita que o Diretor da FACOL o fez. Mesmo que ainda não se tenha uma definição de quem será o candidato a Prefeito do bloco – Deputados Elias Lira (DEM) e Henrique Queiroz (PR) mais Paulo Roberto (PSDB), nas eleições de 2008 na cidade da Vitória de Santo Antão, o pré-candidato a Prefeito pelo PSDB – Paulo Roberto, intensificou seus contatos a fim de extrair subsídios para um programa de governo que, segundo sua Assessoria, possibilite um conjunto de ações positivas para a cidade. Nesse sentido, fez uma visita de cortesia ao Prefeito de Gravatá – Joaquim Neto (PSDB), pelo qual este articulou em 2007 a vinda do pré-candidato ao seu partido.
Lá, Paulo Roberto chegou a conhecer alguns projetos de sucesso em diversas áreas, que coloca o Prefeito de Gravatá como um dos mais bem avaliados gestores da Região. Ficou impressionado com um conjunto de ações que dinamizou o turismo de Gravatá, tornando o município referência do Agreste.
Para o Prefeito Joaquim Neto, caso o Paulo Roberto venha ser o candidato escolhido pelo bloco “Vitória só tem a ganhar, pelo seu perfil empreendedor, um homem trabalhador e visionário, com relevantes serviços prestados a cidade da Vitória de Santo Antão”, atestou ele. Afirmou ainda que assumiu o compromisso com Paulo Roberto de contribuir no que estiver ao seu alcance “com esta nova perspectiva de mudança para Vitória. Entendo que, o que é bom para Vitória será bom para Gravatá, sou da opinião que a cidade precisa encontrar seu caminho do desenvolvimento e tomar para si a melhoria da qualidade de vida de seu povo”.
Para Paulo Roberto “Vitória deveria estar melhor do que Gravatá, pela condição de ser uma cidade pólo da região e entrada para o Agreste. Possui uma indústria reconhecida mundialmente no caso da Pitú e um potencial turístico fantástico, porém adormecido. No entanto, infelizmente não é isto que está acontecendo”, concluiu.
Ainda segundo considerou o prefeito de Gravatá “se for da vontade de Deus e ele for o escolhido para liderar este processo de mudança para o desenvolvimento, com certeza buscará as experiências êxitosas de Gravatá, para o bem de sua terra, até pela personalidade forte que ele detém”, defendeu.

da Editoria Política.