• Ceclin
out 04, 2018 0 Comentário


Paulo Câmara reforça incentivo à pesquisa científica em Pernambuco

Uma das demandas do segmento é a possibilidade das universidades locais terem a oportunidade de concorrer aos editais estaduais de maneira conjunta. Fotos: Hélia Scheppa/Frente Popular

Uma das demandas do segmento é a possibilidade das universidades locais terem a oportunidade de concorrer aos editais estaduais de maneira conjunta. Fotos: Hélia Scheppa/Frente Popular

Em reunião com reitores, pesquisadores e professores universitários, o governador assumiu compromisso de fomento à ciência e à inovação 

Mais de cem reitores, pesquisadores e professores universitários participaram de reunião na manhã desta quinta-feira (04/10) com o governador Paulo Câmara (PSB), a candidata a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) e o candidato a senador Humberto Costa (PT) em uma cafeteria, no Recife. No encontro, foram debatidos assuntos relacionados ao conhecimento científico e o apoio à pesquisa acadêmica. Uma das demandas do segmento é a possibilidade das universidades locais terem a oportunidade de concorrer aos editais estaduais de maneira conjunta.

“Temos compromisso com a ciência, a tecnologia e a inovação. Não vamos esperar o novo mandato para atender a demanda do consórcio de universidades. Até o fim do ano, vamos dar os passos para que os ajustes legais necessários sejam feitos”, asseverou Paulo.

segmento das universidades PESegundo o reitor da Universidade Católica de Pernambuco, padre Pedro Rubens, o projeto Pernambuco Universitas é uma maneira inteligente de captar recursos para a pesquisa acadêmica local. “Temos cinco universidades locais trabalhando em parceria. Com isso, nos tornamos mais competitivos ao ampliar a capacidade instalada, número de especialidades e diversidade de profissionais”, destacou o reitor. “Se os editais de pesquisa dos organismos estaduais passarem a aceitar as postulações do consórcio, ao invés das universidades isoladamente mais recursos fomentarão o conhecimento local”, completou Pedro Rubens.

Luciana Santos lembrou que o Brasil passa por um momento decisivo. “Nosso projeto de país não é de extremos. Queremos fortalecer a democracia e avançar assegurando os direitos das minorias e, nesse particular, as universidades, a ciência e a inovação têm um papel fundamental”, frisou a candidata a vice-governadora.

Humberto Costa lembrou que a grande expansão das universidades, sobretudo no interior do Brasil, ocorreu nos Governos Lula. “Não podemos sair de um cenário que já é de restrição de gastos para um momento ainda pior, de abandono da Universidade pública, do incentivo à pesquisa e da educação. Temos que caminhar na direção do resgate do conhecimento e do investimento na evolução das pessoas”, concluiu o senador, candidato à reeleição.

Também estiveram presentes na reunião o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (PCdoB), e a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucia Melo.