Ceclin
fev 26, 2020 0 Comentário


Passado o carnaval é hora de ir às ruas!

coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira

Para muitos brasileiros o ano só começa depois do carnaval, mas os serviços públicos não param. Por isso a direção do Sindsep-PE reforça, que passado os festejos de momo, será a vez de os servidores irem às ruas lutar por melhores salários, condições de trabalho e por um serviço público digno à toda a população. “Temos uma Greve Geral no dia 18 de março. Vamos aglutinar forças com trabalhadores de outras categorias para frear esse desgoverno, que retira direitos e engessa a economia”, dispara o coordenador geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.

O sindicalista lembra que a campanha salarial unificada dos servidores públicos já está nas ruas desde o dia 11 deste mês. “Ao contrário do que diz o ministro Paulo Guedes (Economia), que tivemos (servidores federais) mais de 50% de aumento, acumulamos na verdade uma perda salarial de 31% só nos últimos três anos”, explica José Carlos de Oliveira. Este ano a categoria reivindica reajuste de 33%, onde apenas 2% é de fato para aumento ganho real.

O último reajuste dos servidores foi negociado em 2015, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Na época foi negociado um reajuste escalonado de 10,8%, em 2016 (5,5%) e 2017 (5%). Além disso, naquele ano, a categoria teve também sua última grande conquista, que foi a incorporação das gratificações de desempenho para mais de 365 mil aposentados e pensionistas do serviço público.

EMPRESAS PÚBLICAS
As negociações envolvendo a Conab e a Ebserh são exemplos do desrespeito ao serviço público. O Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 dos trabalhadores da Conab já foi prorrogado pela sexta vez por falta de negociação e os empregados da Ebserh, com a próxima data base do ACT 2020/2021 prestes a vencer no dia 1º de março, ainda negociam o dissídio 2019/2020 do setor.

Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco – SINDSEP-PE.