Ceclin
nov 28, 2008 1 Comentário


Para Joelmir Beting, o pior já passou

O jornalista especialista em análise econômica Joelmir Beting disse, ontem (27), no Recife, acreditar no fim dos efeitos da crise financeira mundial a partir de março do próximo ano. Na opinião do jornalista, o pior já passou com o aumento da inflação no início do ano, da taxa de juros e do preço do barril do petróleo. Agora, de acordo com ele, nos próximos meses o mercado deverá se estabilizar.
O jornalista ainda ressaltou, durante o IV Congresso de Radiodifusão do Nordeste – o Fala Nordeste! -, que o resultado da bolha da crise imobiliária no mercado americano era previsível, uma vez que os bancos emprestaram dinheiro para pessoas que não tinham condições de honrar seus compromissos.
“Os bancos observaram que havia cerca de 4 milhões de pessoas ainda sem casas. Então, o que fizeram? Vamos emprestar dinheiro para eles, mesmo para aqueles que não têm muitas garantias. E o respaldo viria das empresas de seguro, que vendiam seus títulos podres. Todo mundo já sabia que esse bolha um dia iria estourar, mas não sabia quando”, explicou Beting, acrescentando que essa crise não irá atravessar o ano de 2009 e 2010 como está sendo vendido pela Imprensa.
“Depois de março não vai se ouvir falar mais em crise porque isso é um ciclo. A bolha estourou. Isso é um alívio e não uma tragédia porque agora sabemos qual a realidade”, disse, em tom otimista. Para 2009, ele prevê o fechamento do Produto Interno Bruto (PIB) em 4%. “O que é um resultado muito bom em cima de um crescimento de 5% neste ano e no ano passado”, destacou.
Na opinião do jornalista, a inflação deverá ser encerrada em 6,2% neste a ano e no próximo ano em 5,1%. Em relação ao Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), Beting acredita que em 2008 o índice ficará em 12%, enquanto no próximo ano o índice cairia para 6%.

(Folha de Pernambuco).