Ceclin
abr 11, 2017 0 Comentário


Para a Páscoa, peixes com até 156% de diferença nos preços em PE

Com relação aos ovos de Páscoa, tem quilo do chocolate saindo a R$ 462,58.

img_como_evitar_riscos_ao_comer_peixe_1766_origO Procon-PE fez uma pesquisa com 53 produtos utilizados na Páscoa em estabelecimentos comerciais do Recife e Olinda. Em sete desses produtos pesquisados, a diferença de preço entre estabelecimentos ultrapassava os 100%.  Um dos itens de destaque foi o filé de linguado. Em um local, o quilo sai a R$ 51,38, já em outro sai por R$ 20, o que significa uma diferença de 156,90%.

Entre os crustáceos, o produto com maior diferença foi o polvo, 111,96%. Em um estabelecimento, ele custa R$ 52,99, já em outro, R$ 25. Segundo o Procon-PE, entre os produtos de mercearia o mais impressionante foi o leite de coco, cujo mais caro foi encontrado por R$ 11,75 e o mais barato por R$ 4,35,  uma diferença de 170,11%.

Chocolate – A pesquisa também avaliou o preço dos ovos de chocolate, levando em consideração os valores reais dos produtos e o preço de referência do quilo. O objetivo é fazer com que o consumidor tenha uma base igual para comparação por causa das diversas formas de apresentação dos ovos.

Os itens que vêm com brinquedos permanecendo sendo os mais caros, podendo chegar a R$ 462,58 o quilo do chocolate. O valor por quilo mais barato encontrado na forma de ovo de páscoa foi de R$ 99,98.  As caixas de bombos das grandes marcas têm preço variando de R$ 32, 30 a R$ 42,63 o quilo.

2016 – Apesar das grandes diferenças, o Procon-PE analisa que, em comparação com 2016, alguns produtos estão mais baratos. A anchova inteira, por exemplo, apresentou a maior queda entre os peixes. Na Páscoa passada custava R$ 17,40 e este ano foi encontrada por R$ 12,90 o quilo.

Leia Já