Ceclin
out 15, 2012 1 Comentário


Pão com Ovo, o prefeito “liso”

PRIMAVERA Rômulo César Moura fez do apelido uma arma eleitoral para derrotar o atual prefeito, na campanha do “liso” contra o “rico”

Jornal do Commercio

Pobre, desempregado e filiado ao inexpressivo PRTB. Mesmo com esse perfil, o técnico em agropecuária Rômulo César Peixoto, 40 anos, conseguiu se eleger prefeito de Primavera, município distante 81 quilômetros do Recife. A principal arma do candidato foi o seu apelido. Conhecido como Pão com Ovo, Rômulo garante que a alcunha fez com que o povo se identificasse com ele.

“Fiz uma campanha com a ajuda dos amigos. Mostrei que não ter dinheiro não significa que você não deva ter seus direitos respeitados. A população percebeu que a realidade só vai mudar quando alguém do povo chegar no poder”, afirmou Pão com Ovo.

Casado pela segunda vez e pai de quatro filhos, o prefeito eleito já administrou Primavera por um ano e três meses. Pão com Ovo foi afastado do cargo pela Justiça em 2005, acusado de compra de voto.

“Ajudei uma pessoa que pensava ser minha amiga, mas ela estava a serviço da oposição. Não comprei voto de ninguém. Fui eleito agora pela segunda vez para desenvolver Primavera e melhorar a vida da população”, asseverou.

Primavera fica na Zona da Mata de Pernambuco e sobrevive da indústria canavieira e da agricultura familiar. A cidade é conhecida por abrigar a Cachoeira do Urubu, uma queda d’água de mais de 30 metros que atrai excursões de todo o Estado. Além de Pão com Ovo e Jadeildo Gouveia da Silva, o Galego do Gás (PR), que tentava a reeleição, disputaram o cargo de prefeito de Primavera Izau Carlos (PRP) e Irmão Abraão (PRB). No entanto, as ruas do município estavam tomadas por faixas apenas dos dois primeiros.

Na última quarta-feira, uma delas chamava a atenção: “O liso venceu o rico”. “É uma homenagem que tem a ver com a origem do meu apelido. Os adversários diziam que eu não podia ser candidato por ser pobre. Que na minha casa só tinha pão com ovo pra comer. Expliquei para as pessoas que era melhor elas comerem pão com ovo comigo do que ficar assistindo os outros comer picanha sozinhos”, explicou o prefeito eleito.

Após o resultado das urnas, Pão com Ovo tirou uma semana de folga em um hotel de Gravatá a convite de um amigo. “Só assim para eu poder descansar um pouco. Se tivesse que pagar, não passava nem na porta”.

Ele garante que a partir de janeiro de 2013 a realidade de Primavera vai mudar. “Vamos comprar a produção dos pequenos agricultores para usar na merenda escolar. Investiremos no turismo e vamos tentar captar novas indústrias”, prometeu.

Para o atual prefeito, não houve um embate entre rico e pobre. “Estou no meu terceiro mandato e não tenho bem nenhum. Vivo numa casa praticamente sem mobília. Já estou começando a procurar emprego para poder sobreviver”, assegurou Galego do Gás.

“Votei em Pão com Ovo porque a cidade está abandonada. A gente quer viver num lugar melhor e por isso resolvi mudar”, disse a comerciante Katiuce Magali Adão, dona de uma lanchonete na principal praça da cidade. Ela garante que a eleição do novo prefeito não alavancou as vendas de pão com ovo. “O povo pede mesmo é hambúrguer.”

Pão com Ovo vai enfrentar uma situação adversa na Câmara de Vereadores de Primavera. Dos nove vereadores eleitos, seis eram das coligações dos outros candidatos. Eraldo da Century (PSB), Biu Gato (PR), Irmão Bibiu (PSL), Felipe de Lado (PR), Jorge de Dolfo (PSD) e Tonho Fateiro (PSL) estão na bancada de oposição. Edson Poeta (PRTB), Tutu (DEM) e Mima da Banca (PSC) são da base de sustentação do prefeito.

 Assista o vídeo…