Ceclin
set 24, 2012 0 Comentário


Palmares festeja os 50 anos de sua diocese

Centenas de fiéis estiveram presentes no Jubileu de Ouro

Folha de Pernambuco

Centenas de fiéis estiveram presentes, neste domingo (23), à comemoração do Jubileu de Ouro da Diocese de Palmares, na Mata Sul do Estado. Em ação de graças aos 50 anos da criação e instalação da diocese na cidade, o núncio apostólico, dom Giovanni d’Aniello, representante diplomático da Santa Sé no Brasil, presidiu uma missa em frente à catedral.

De acordo com o bispo da Diocese de Palmares, dom Genival Saraiva de França, que ocupa a função desde 2000, neste meio século de existência as ações da igreja na região são incessantes. “Os trabalhos têm um ritmo de continuidade, as ações de evangelização empreendidas persistem e o que se acentua é a dimensão missionária da igreja”, explicou o religioso que reforçou o interesse da diocese, no momento atual, em primar pela questão da liturgia, da palavra, da celebração dos mistérios e da prática da caridade, tanto pela igreja quanto pelos leigos.

Sobre os 50 anos da diocese, dos quais 12 sob sua administração, dom Genival Saraiva de França afirmou que é motivo de grande comemoração. “Es­te jubileu fala muito pela história da diocese e suscita muita esperança em todos nós”, ressaltou. O núncio apostólico, durante sua pregação, afirmou trazer saudações afetuosas do papa Bento 16 e ressaltou a importância da data para a renovação da fé da comunidade católica. “É preciso fazer com que a igreja se comporte em contínua construção e restauração de ideias”, declarou o representante da Santa Sé.

Para os fiéis, o momento foi de emoção e muita alegria, foi o que afirmou a funcionária pública aposentada Quitéria Moura, de 73 anos, Legionária de Maria desde 1962. “Hoje, teve o hasteamento da bandeira do Vaticano, a reunião dos bispos e o repique dos sinos, que foi o momento mais emocionante”, confessou, referindo-se ao repicar dos sinos de toda a diocese, que aconteceu no início do dia. Ela ainda recordou o primeiro bispo de Palmares, dom Acácio Rodrigues. “Ele faleceu há dois anos, mas ainda é muito lembrado por toda a igreja”, concluiu.