• Ceclin
nov 06, 2009 1 Comentário


Padrasto confessa ter assassinado enteada de oito anos em Vitória

Está preso na Delegacia da Vitória de Santo Antão, Mata Sul de Pernambuco, Adriano Soares de Moura, mais conhecido como Guga. O padrasto da menina Adriana Laurentino da Silva, de 8 anos, encontrada morta ontem à tarde dentro de um saco de nylon, em adiantado estado de decomposição, confessou o crime depois de ser detido, no final da tarde de ontem.
O clima na cidade é de tensão e a comunidade ameaça linchar o preso. Por conta disso, a apresentação do preso, inicialmente marcada para as 10h, na sede da Polícia Civil, na Rua da Aurora, não está confirmada. A preocupação é manter a integridade do detento.
De acordo com a delegada do município, Maria Betânia, o padrasto foi preso perto da casa onde morava horas, depois do cadáver ter sido encontrado. “Ele disse que tinha raiva do pai da garota e também dela, que seria desobediente”, acrescentou.

A menina estava desaparecida desde a tarde do domingo passado. A polícia foi acionada no mesmo dia, quando iniciou as diligências e colheu algumas informações. A família mora no Jardim Barra de Santana, local distante cerca de uma hora de onde o cadáver foi localizado.

“O corpo estava todo coberto e amarrado, no entanto, não havia sinais aparentes de abuso sexual. Isso só os exames poderão afirmar. Nenhuma possibilidade foi descartada, por enquanto, vamos investigar tudo”, disse o agente Carlos Alberto da Silva, da Delegacia de Vitória de Santo Antão.
Vizinhos e amigos da família ficaram chocados com a violência cometida contra a menina, que era querida por todos.

A família da garota Adriana Laurentino da Silva estava aflita à procura da menina que havia sumido, ela desapareceu após ter saído de casa para comprar um pacote de pipocas. A polícia foi acionada no mesmo dia, iniciou as diligências e colheu algumas informações, no entanto, a menina não havia sido localizada.

Ontem pela manhã, a mãe da garota, a dona de casa Rosimere Laurentino da Silva, esteve no Recife para pedir ajuda da imprensa na localização da filha. Ao retornar para casa recebeu a notícia de que a menina estava morta.
Veja a matéria completa.