Ceclin
Maio 03, 2021 0 Comentário


Outdoors denunciam política genocida do governo Bolsonaro

O Sindsep-PE se uniu a outros sindicatos no Estado para denunciar a política genocida do governo Bolsonaro de descaso ao controle da pandemia da Covid-19 no País, que ultrapassou esta semana a triste marca das 400 mil mortes pela doença. Foram fixados na Região Metropolitana do Recife outdoors da campanha “O senhor da morte chefiando o País”, na luta por vacina para todos e todas, pela liberdade sindical e Fora Bolsonaro.

As propagandas foram colocadas em Piedade, Boa Viagem, Avenida Norte, Casa Forte e Olinda. Para o diretor da Secretaria de Imprensa do Sindsep-PE, Eduardo Albuquerque, os fatos comprovam que a responsabilidade pelo alto número de mortos no País é do governo Bolsonaro. “Sua incompetência, sua incapacidade de gestão, além do negacionismo explícito sobre a pandemia de Covid-19 fizeram com que o País ultrapassasse 400 mil mortos e se tornasse um disseminador mundial da doença. Ou tiramos Bolsonaro da presidência ou o caos sanitário e econômico só se aprofundará”, alerta o sindicalista.

Os outdoors são também uma resposta à perseguição do presidente da República a ex-presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (Aduferpe), Erika Suruagy. Ela foi alvo de um inquérito aberto pela Polícia Federal, em fevereiro deste ano, a pedido de Jair Bolsonaro, por, supostamente, atentar contra a honra dele.

No final de 2020, a Aduferpe e outras entidades do movimento sindical fixaram em vários pontos da Região Metropolitana outdoors que denunciavam ‘O senhor da morte chefiando o País’, responsabilizando o governo Bolsonaro pelas mais de 120 mil mortes por Covid-19, na época, no Brasil. Como só há verdade nas denúncias, o inquérito foi arquivado.

Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco – SINDSEP-PE.