Ceclin
jun 16, 2014 0 Comentário


Operação Tapacurá resulta em prisão de grupo responsável por cerca de 30 homicídios em Vitória e região

(Segundo as investigações, Mica e Toinho encontram-se presos, mas comandavam a criminalidade - Fotos: Polícia Civil).

A Polícia Civil do Estado de Pernambuco desencadeou na manhã da quinta-feira (12), as últimas prisões da Operação Tapacurá, que resultou no cumprimento de 45 Mandados de busca e apreensão contra integrantes de Organizações Criminosas voltadas ao tráfico de drogas e homicídios em Vitória de Santo Antão e outras cidades da região.

Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), durante o monitoramento foram identificadas duas organizações criminosas comandadas por MICA e TOINHO, ambos presos, mas que gerenciavam todo o tráfico e ordenava a execução de rivais.  De acordo com a polícia, os grupos são responsáveis por 30 homicídios na região. Também foi identificado um Policial Militar (Sg Pedro), envolvido no tráfico, com ligação com os alvos da operação. O militar já encontra-se preso em flagrante pela Polícia Federal por tráfico de drogas.

Prisões de alvos ligados a Josemir Soares da Silva “Mica” – (Preso por tentativa de homicídio, homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e roubo qualificado).

Prisões de alvos ligados a José Antônio de Souza Silva “Toinho Neto do Veterinário” – (Preso por homicídio e roubo qualificado)

A operação foi coordenada pela Chefia da Polícia Civil e as investigações foram efetuadas pela Delegacia de Polícia da 61ª Circunscrição – Vitória de Santo Antão, sob o comando do Delegado Halisson Pontes. As prisões começaram desde o ano passado, e durante as apreensões desta quinta, na execução do trabalho operacional, participaram 160 Policiais Civis e 20 Policiais Militares. O balanço foi divulgado em coletiva realizada na sede da Polícia Civil, no Recife, nessa sexta-feira (13).

Foram cumpridos 45 mandados de prisão e 17 mandados de busca e apreensão domiciliar. Foram apreendidos um total de 15 armas, 119 munições e drogas como maconha, crack e cocaína.  A operação estava em andamento desde outubro de 2013, nas cidades de Vitória, Gravatá, no Agreste, e Arcoverde, no Sertão.

(Com informações da Polícia Civil  – SDS/PE – Dinter).