• Ceclin
dez 12, 2019 0 Comentário


Operação policial em Gravatá prende cinco envolvidos com tráfico e estupro

Cinco pessoas são presas em Gravatá durante operação policial; quatro delas por estupro. Fotos: PCPE?Divulgação

Cinco pessoas são presas em Gravatá durante operação policial; quatro delas por estupro. Fotos: PCPE/Divulgação

As Polícias Civil e Militar deflagraram na manhã desta quinta-feira (12/12), uma Operação de Intervenção Tática denominada “SINTERKLAAS”, que vem operando desde o mês passado.

As investigações foram realizadas pela Delegacia de Polícia de Gravatá, coordenada pela 12ª DESEC em Vitória de Santo Antão e 5ª CIPM/PE -de Gravatá, no Agreste de Pernambuco, vinculada à Diretoria Integrada do Interior 1 – DINTER-1 e GCOI 1, sendo conduzida pelo Delegado Altemar Mamede e sua equipe, com apoio de Policiais Militares lotados na 5ª Companhia Independente, comandados pelo Ten. Cel Fábio.

Operação policial em Gravatá 2019De acordo com a Polícia Civil, as investigações iniciaram no mês de novembro deste ano com o objetivo de prender indivíduos envolvidos na prática dos crimes de posse e porte ilegal de arma de fogo, furto, estupro de vulnerável, homicídio e tráfico de entorpecentes. Segundo o Delegado, 13 mandados de busca e apreensão domiciliar e 05 mandados de prisão preventiva foram expedidos pelo Juiz da Vara Criminal de Gravatá. Na ação policial foram presas quatro pessoas, sendo três por estupro de vulnerável e uma por prática de homicídio.

Os mandados de prisão cumpridos envolveram Leonardo Ferreira de Lima, de 28 anos, acusado da prática de homicídio,  Manoel Paulino dos Santos, 60, por estupro de vulnerável, Roque Paulino dos Santos, 67, também por estupro de vulnerável e Maria Luzinete Henrique, 33, também por estupro de vulnerável.

Ainda segundo a Polícia, também foi preso em flagrante por tráfico de drogas, Agamenon Sérgio Leão Brasil Júnior, de 38 anos. Na operação foram apreendidos maconha, haxixe, cocaína, dinheiro em espécie, duas balanças pequenas de precisão e aparelhos celulares.