• Ceclin
out 07, 2010 4 Comentários


O "escândalo" da vez é o aborto

Para surpresa de muitos, o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da TV Record, Edir Macedo, tem defendido publicamente o aborto no Brasil. Para o milionário fundador da igreja, tal prática “é uma excelente estratégia de planejamento familiar no País repleto de miseráveis”. 
Neste segundo turno eleitoral para a Presidência da República a polêmica do aborto ganhou ares de baixaria entre militantes tucanos e petistas nas redes sociais e na web de uma forma geral. 
Infelizmente, outros temas relevantes para a população brasileira estão sendo deixados de lado para atender aos anseios de um resultado eleitoral e de setores conservadores da sociedade, principalmente aqueles ligados à Igrejas (Católica ou Protestante).

Até mesmo o coordenador do programa de governo de Dilma Rousseff (PT), Marco Aurélio Garcia, já correu para informar que o comando da campanha petista prepara um manifesto para esclarecer os eleitores sobre a posição da candidata sobre o aborto. Há um histerismo no ar entre os presidenciáveis José Serra (PSDB) e a candidata petista. Ambos “vestem” as roupas de cristãos da vez e embalam um discurso “em favor da vida” e contra o aborto.
Se no primeiro turno, o caso Erenice Guerra (quem?) foi mal explorado pela oposição, parece que o tema aborto tem tudo para ser usado exaustivamente até o dia 31.
Veja Mais: