• Ceclin
jun 29, 2009 3 Comentários


O encontro de Michael Jackson e Ariano Suassuna em Taperoá

Do Café Colombo

Em novembro de 2003, o Café Colombo entrevistou o poeta pernambucano Domingos Alexandre. Ele estava lançando o cordel “O dia em que Michael Jackson fez Ariano Suassuna dançar rock na cidade de Taperoá”, pela Editora Bagaço. Domingos contou que o cordel surgiu numa conversa com os boêmios José Teles e Paulo caldas. E pensaram num inusitado encontro entre Jackson e Ariano – famoso pela ojeriza ao rock.

“De repente Ariano é o anti-Michael Jackson”, brincava. Na história, depois que Antônio Carlos Nóbrega dança rock com Michael Jackson, Ariano encara uns passos da dança americana. De acordo com Domingos Alexandre, o cordel foi lido e “aprovado” pelo secretário de Cultura de Pernambuco.

A multidão curiosa ia seguindo o cortejo
O gringo desenrolado dançava e soltava beijo
E para quebrar o tabu, em vez de how do you do,
Falou como sertanejo

Mas Ariano ladino disse com ar meu zen,
“Você não é o pretinho que um dia cantava bem?A sua pela era escura.
Por que toda essa brancura?
Me diga de onde ela vem?”

Aí Michael respondeu com a maior singeleza
Que seu pai era francês e a mãe holandesa
Ele nasceu bem pretinho, mas foi ficando branquinho
Por obra da natureza

Outro trecho:

E Taperoá inteira parou para ver a folia
O gringo arrastava os pés, se rebolava e gemia
Mas não perdia o trejeito de passar a mão com jeito
Onde o pinto se escondia

Antônio Nóbrega olhava um pé na frente e outro atrás
Aquele gringo dançando virado no satanás
Mas ria com aplicação de como ele passava as mãos
Nas partes genitais