• Ceclin
jan 21, 2009 6 Comentários


O bye, bye, Bush! E seu efeito na política brasileira

Se arrependimento matasse o ex-presidente dos EUA George W. Bush certamente já não estaria mais vivo. Isso porque ele já se faz presente na história dos EUA como o presidente mais mal avaliado dos últimos séculos. Ele próprio, em uma última coletiva com a imprensa, admitiu que foi um governo de muitos erros.

Uma coletiva de quarenta e cinco minutos de puro constrangimento. Mas onde estaria seu principal erro?
Ele próprio responde: “Muita retórica, pouca ação.” Pensar que tudo acontece da forma que se planeja é outro erro, que o próprio Bush constata: “De vez em quando as coisas não acontecem de acordo com os planos”. Talvez se referisse aos abusos cometidos pelos soldados americanos, ou mesmo, a seu erro em justificar a invasão do Iraque, com as possíveis armas de fabricação em massa, que nunca foram encontradas.
Após a era BUSH, a imagem dos EUA fica abalada em todo o mundo. Para completar o país mais capitalista do mundo, puxa uma crise que provoca recessão no consumo. Um paradoxo que há dez anos atrás não poderia ser imaginado.

Em outra América, a do sul. O presidente Lula faz um movimento contrário crise global. Manda o povo consumir! Loucura? Não! Lula sabe que se o povo não consome as fábricas param, e se as fábricas param, o desemprego aumenta.

o inicio da crise para não afetar o humor do mercado, Lula, chegou a dizer que a recessão não afetaria o Brasil. Sua declaração foi que: “no máximo, a crise vinha em forma de marolinha” Claro que afetaria!
Boa parte das grandes empresas do Brasil tem matriz no exterior ou mesmo tem relacionamento com o comércio exterior. Mass… Lula sabe que a sua sucessão vai depender e muito as quantas anda a economia nacional.

Falar em sucessão… A ministra Dilma Rousseff, cuidadosa com sua imagem, aproveita para mostrar seu novo layout, fruto de uma recente cirurgia plástica. Já Lulinha, aquele otimista da “Marolinha”, voltou a dar entrevista após suas férias em Fernando de Noronha. Na abertura da COUROMODA, Lula anunciou que já tomou medidas importantes para estimular investimentos, garantindo que fará o possível para gerar empregos. Mesmo preocupado, Lula chegou a brincar, ameaçando jogar um sapato igual ao jornalista fez com BUSH.

Depois de tantas reviravoltas cabe apenas a nós darmos Bye, bye a Mr. BUSH. Garanto que nem nós, nem mesmo os yanques sentiremos o mínimo de saudade sua! Byeee!

Por Helder Sóstenes,
do Correio do Interior