• Ceclin
ago 21, 2009 0 Comentário


Novos projetos vão gerar 3.288 vagas no Estado

Reunião do Condic aprovou, ontem, propostas de 18 indústrias

ROCHELLI DANTAS

Superando o cenário de crise econômica, o Governo do Estado continua confiante na chegada de novas empresas e na ampliação de outras. Na última reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Serviços (Condic), realizada ontem, foi confirmada a concessão de incentivos fiscais para o projeto de instalação e/ou ampliação de 18 indústrias, avaliadas em R$ 249,710 milhões.

Além desses, há ainda quatro Centrais de Distribuição (CDs) e sete empresas de comércio importador atacadista. Somados, os projetos irão gerar 3.288 novos empregos. Apenas na indústria devem ser geradas 3.150 novas vagas.
“Nós estamos procurando aprimorar os prazos para aprovação dos projetos acelerando as instalações dos investimentos”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Fernando Bezerra Coelho.
Segundo o secretário, o diferencial da reunião foi o número de investimentos aprovados para o Interior do Estado. “Dos 18 projetos industriais, sete estão no Interior. Esta captação mostra o interesse dos empresários no Interior do Estado e contribui para o desenvolvimento desses municípios”, disse.
Entre as empresas aprovadas no Condic e que irão se instalar no Interior pernambucano, está a Isoeste – Nordeste Indústria e Comércio de Isolantes Térmicos. A empresa está implantando uma fábrica em Vitória de Santo Antão. A previsão é de que, com a instalação da fábrica, 162 novos empregos sejam gerados. O empreendimento, avaliado em R$ 17,365 milhões, já está na fase de terraplanagem.
Outra empresa que confirma a sua chegada ao Estado é a Kraft Foods do Brasil, também em Vitória de Santo Antão. Sob investimentos que giram em torno de R$ 100 milhões, o empreendimento deve gerar cerca de 600 empregos diretos. A indústria será em uma área de 30 hectares e deve ficar defronte ao local em que se instalará a Isoeste. A princípio, a indústria deve produzir os chocolates Lacta e as bebidas em pó das linhas Tang e Fresh.
Também foram confirmados os investimentos nas fábricas da Ondunorte, em Igarassu, que irá aumentar o poder competitivo da marca, e da Tintas Iquine, em Jaboatão dos Guararapes, que irá realizar o agrupamento industrial prioritário da fábrica. A previsão é de que todos os investimentos aprovados na reunião comecem a implantação em seis meses.
(Folha de Pernambuco).