• Ceclin
jan 02, 2017 0 Comentário


Novo da Banca é eleito presidente da Câmara de Vitória de Santo Antão

Posse Vitória 2017 - foto A Voz da Vitória

A nova Mesa Diretora da Câmara de Vitória foi composta por Novo da Banca presidente, Frasão e Marcos da Prestação, 1º e 2º vices respectivamente, além do Irmão Celso e Toninho, 1º e 2º secretários, respectivamente 

por Lissandro Nascimento

Um dos pontos de pauta da solenidade de abertura do novo período legislativo na Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, a eleição da sua Mesa Diretora foi destaque durante solenidade de posse dos 19 vereadores eleitos no último pleito, bem como a do prefeito eleito Aglailson Júnior (PSB), e seu vice Saulo Albuquerque (SD). Inicialmente presidida pelos três vereadores mais votados, conforme orienta legislação, todos fizeram juramento e foram empossados pelos vereadores Marcone da Charque, André de Bau (ambos do PSD) e Duda de Pacas (PSDC). Por 18 votos, Edmilson Zacarias da Silva, mais conhecido por Novo da Banca (PSD) foi eleito presidente da Casa Diogo de Braga para o biênio 2017-2018.

Novo da Banca vereador Foto A Voz da VitoriaNovo da Banca detém uma sequência ininterrupta de cinco mandatos na Câmara de Vereadores da Vitória, confessando que almejava o cargo de presidente ao longo deste tempo. Eleito com 1.757 votos no pleito 2016, o parlamentar conquistou a presidência da Casa após consenso da grande maioria de seus pares e a indicação do prefeito eleito. “Tive uma conduta de conciliação nesta Casa, pois nunca alimentei inimizades aqui. Não terei atitudes revanchistas enquanto estiver na presidência, vou me posicionar a favor da cidade”, falou Novo em seu pronunciamento. Ele reforçou que foi candidato a presidência a pedido de Aglailson Júnior e aproveitou para agradecê-lo publicamente.

Além de Novo, também foi candidato a presidente da Câmara, Mano Holanda (DEM), porém contou apenas com o seu voto. Candidato isolado nesta disputa, só o tempo dirá as razões de Mano ter decidido tomar esta atitude política. Há quem diga que o mesmo quis cumprir o papel de lealdade ao ex-prefeito Elias Lira (PSD) que havia antes promovido um encontro entre os seus eleitos para construir outra composição para a Mesa. Sabendo antecipadamente que não teria êxito, Mano previu que teria apenas seu voto na disputa e desejou sucesso a gestão de Novo. Tal estratégia em disputas de mesas legislativas só se usa quando se quer pleitear outros cargos, porém Mano apenas marcou posição na presidência. Outro que tentou pleitear a vaga nos bastidores foi André de Bau. “Ao ver não ter condições de ser eleito, concordei fazer a composição definida pelo meu grupo”, adiantou.

Ao lado de Novo, estará no comando da Casa Diogo de Braga o 1º Vice-presidente Frasão (PRP) eleito por unanimidade pelos seus pares, 2º Vice-presidente Marcos da Prestação (PV) também eleito por unanimidade, e como 1º Secretário Irmão Celso Bezerra (PSDB), 2º Secretário Antonio Gabriel – Toninho (PRB). Tanto Celso quanto Toninho contaram com uma abstenção que foi o voto nominal de Mano. Os cargos de 2º vice e 2º secretário foram criados recentemente pelos antigos vereadores, a fim de atender aos interesses do novo ambiente político. Durante sessão solene, o radialista e vereador estreante Jota Domingos (PTC) foi designado como líder do governo na Câmara.

Frasão eleito 1º Vice presidente da Câmara atende contemplação de espaço do grupo do Dep. Henrique Queiroz, também representado pelo seu filho, Carlos Henrique, nomeado Secretário da Indústria e Comércio da Prefeitura, que representou seu pai durante solenidade. Fotos: Equipe A Voz da Vitória

Frasão eleito 1º Vice presidente da Câmara atende contemplação de espaço do grupo do Dep. Henrique Queiroz (PR), também representado pelo seu filho, Carlos Henrique, nomeado Secretário da Indústria e Comércio da Prefeitura, que representou seu pai durante solenidade. Fotos: Equipe A Voz da Vitória

Esta nova composição da Mesa Diretora contou com o aval do prefeito Aglailson Júnior, que pelo seu desenho, contemplou as principais correlações políticas que disputaram as eleições de 2016, tendo em vista que Novo, Celso e Toninho foram eleitos no palanque do candidato do ex-prefeito, bem como Frasão que foi eleito no palanque de Henrique Filho (PR), e o Marcos da Prestação eleito no palanque do então candidato a prefeito Zé Catinga. Do palanque de Aglailson, este elegeu quatro vereadores, nenhum integrou a Mesa. Tal articulação sinaliza uma estratégia política acertada do prefeito eleito, pois preferiu avalizar uma ampla composição para assegurar maioria na Casa, bem como a escolha de Novo que mesmo filiado a um partido adversário, o indicou para o comando, tendo em vista que Novo pertenceu ao PSB. Outra condição para que Aglailson avalizasse esta composição que não contemplou o seu irmão, vereador Romero Queralvares (PSB), foi o compromisso de alguns parlamentares apoiar na próxima eleição a pré-candidatura de seu filho, Aglailson Victor, a deputado estadual.

Aglailson Jr prefeito Foto A Voz da VitoriaEm sua posse como prefeito, Aglailson Júnior acusou seus adversários de perseguição, afirmando que eles diziam que um Queralvares não retornaria à Câmara. “Lutamos contra o ódio e a perseguição. Sei que vou encontrar uma prefeitura falida, ao contrário do que meu pai (José Aglailson) fez quando deixou o governo. Na época, nós entregamos uma prefeitura em andamento, pois sabemos ganhar e perder eleição, mas eles não aprenderam. Fizeram um desmonte para que a gente não possa governar, mas estou pronto para assumir este desafio e irei colocar Vitória no eixo do desenvolvimento”, discursou. Na oportunidade, o prefeito empossado mandou um recado aos seus correligionários que aguardam empregos na prefeitura para que fiquem tranquilos, “no tempo certo estarei atendendo”, prometeu.

Na oportunidade, o vice-prefeito empossado, Dr. Saulo, deixou um recado para o Legislativo que teve a chance de exercer dois mandatos. “O bom não é ser oposição e ou situação, o bom é ser você mesmo. O vereador tem que cobrar e fiscalizar. A cobrança é necessária para se fazer uma boa gestão”, citou complementando: “Não viemos e nem fomos eleitos para falar do passado, estaremos aqui para discutir o futuro”, assegurou o médico.

LEIA TAMBÉM: Durante posse como Prefeito de Vitória, Aglailson Júnior lança filho pré-candidato a deputado

Confira as imagens…

Com plenário lotado, populares assistiram solenidade num telão externo. Fotos: Equipe A Voz da Vitoria

Com plenário lotado, populares assistiram solenidade num telão externo. Fotos: Equipe A Voz da Vitoria