Ceclin
Maio 27, 2009 2 Comentários


Novas rotas para o Turismo em Pernambuco

por Sérgio Aroucha

Pres. da Astur (Associação das Secretarias de Turismo de Pernambuco)
O Turismo, indubitavelmente, mostra-se como uma das alças alavancadoras da economia de um País ou região. Na Europa, seja pela proximidade geográfica entre os países, pela história, cultura e variadas opções de lazer, ou ainda pela busca de oportunidades (estudo e trabalho), a indústria do Turismo desponta como uma das principais molas propulsoras econômicas desse continente.

Esse é um setor ascendente que propicia geração de emprego e renda onde quer que seja incentivado, desde que de forma planejada e estruturada. Pernambuco vem se profissionalizando nesse sentido.

Ao lançar o Projeto Pernambuco Conhece Pernambuco, com rotas diversas que desbravam o estado, a Secretaria de Turismo, em parceria com o governo do estado, busca evidenciar o interior, mostrando que a riqueza cultural e a beleza natural características da região não se resumem ao litoral ou à capital, elas se encontram presentes em cada recanto pernambucano. Um universo que os brasileiros pouco a pouco começam a conhecer mais.

A Secretaria de Turismo vem reunindo todos os esforços para que o estado integre definitivamente o ranking do Turismo brasileiro, situando-o em posições confortáveis, o que já começa a acontecer. Em se tratando da demanda hoteleira, a Empetur registrou um fluxo de 751.452 hóspedes, de janeiro a dezembro de 2008 (crescimento de 4,12% comprando-se a 2007); em Pernambuco, contabilizaram-se 1.521.554 visitantes, uma variação de 4.75% em relação a 2007.
Olinda e Ipojuca são as cidades mais visitadas por turistas que se hospedam na capital, fechando em 45% do fluxo de pessoas que aqui chegam. Em termos de movimentação nos aeroportos, Recife registra um crescimento de 11,73% em comparação ao ano passado, estando à frente de cidades como Fortaleza e Curitiba.

Pernambuco foi o Estado do Nordeste que mais cresceu na recepção de passageiros em 2007, através do Aeroporto Internacional dos Guararapes. Nos desembarques internacionais, o aumento foi de 22,3%. Ao todo, chegaram à capital pernambucana 19.360 pessoas a mais do que em 2007.
Os dados são animadores. É chegado então o momento de se projetar também o Turismo para “dentro”, fazendo com que os pernambucanos conheçam e exaltem sua terra, suas riquezas, seus diferenciais, incrementando, assim, a economia das cidades inclusas na rota do projeto, fazendo dessas regiões locais de prosperidade e crescimento.

por Sérgio Aroucha,
Pres. da Astur (Associação das Secretarias de Turismo de Pernambuco).