Ceclin
abr 10, 2017 0 Comentário


No Centro de Vitória, “audácia” de bandidos custou caro

Suspeito é morto ao tentar assaltar loja de celulares no Centro de Vitória. Fotos: Divulgação

Suspeito é morto ao tentar assaltar loja de celulares no Centro de Vitória. Fotos: Divulgação

Um crime ocorrido no início da tarde do sábado (8), no Centro da Vitória de Santo Antão, na Mata Sul, deixou um suspeito de assalto morto. De acordo com informações repassadas pelo 21º Batalhão da Polícia Militar (21º BPM), o crime aconteceu durante uma tentativa de investida criminosa a uma loja de uma grande empresa de telefonia móvel e venda de celulares.

suspeito morto na Avenida Mariana Amália, VitóriaA Polícia informou que três homens chegaram ao local do crime, na Avenida  Mariana Amália e uma pessoa que passava pelo local percebeu a investida e atirou. Um dos homens morreu na hora, no interior do estabelecimento. Os outros conseguiram fugir. A PM não soube informar a identidade da vítima nem sabe quem efetuou os disparos, porém, segundo vídeo que circula nas redes sociais indica que quem fez os disparos contra os assaltantes foi uma policial à paisana.

Esta investida criminosa custou caro aos assaltantes, pois a audácia dos criminosos ignorou a movimentação intensa em plena luz do dia de um sábado geralmente movimentado no coração comercial da cidade, que é a Avenida Mariana Amália. A audácia também ignorou as câmeras de segurança, os seguranças particulares das lojas e a possibilidade de contar com uma rápida ação policial. Um morto e outro baleado, que conseguiu fugir, foi o saldo da petulância.

Segundo a PM, os bandidos não conseguiram levar dinheiro nem celulares. Só no final da tarde é que o corpo do suspeito foi recolhido por funcionários do Instituto de Medicina Legal (IML) da capital pernambucana.

HOMICÍDIO

Na noite do sábado (08), mais um crime de homicídio foi registrado em Vitória de Santo Antão, precisamente no Bairro Jardim Ipiranga, área urbana da cidade. José Cleyton da Silva, idade não divulgada, acabou executado com vários disparos de revólver. As evidências deste assassinato ainda não são claras para a 17ª Delegacia de Homicídios de Vitória. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), em Recife.