Ceclin
abr 20, 2009 3 Comentários


No Carneirão, corais perdem para o Vitória

Publicado em 20.04.2009

O atacante Marcelo Ramos marcou os dois gols do Santa Cruz na derrota para o Vitória, por 3×2, ontem, no Estádio Carneirão, pela última rodada do segundo turno. Com os tentos, terminou o Campeonato Pernambucano como artilheiro isolado, com 18. Ele deixou para trás Fábio Silva, do Central, que fez 16. Marcelo Ramos repetiu seu feito de 2007, quando balançou as redes 15 vezes e também foi o goleador do Estadual.
Este foi o único motivo de comemoração para o Santa Cruz, que se despediu do Pernambucano sofrendo sua quinta derrota. Os corais terminaram o Campeonato na terceira colocação, com 43 pontos, 17 atrás do campeão Sport. Já o Vitória, que lutava contra o rebaixamento, garantiu sua permanência na elite do futebol estadual, terminando em nono lugar, com 21 pontos. Os atletas festejaram o resultado ainda no gramado. Hoje, vão ratear a premiação de R$ 30 mil oferecida pela diretoria do clube.

O Vitória foi dono das ações em todo o primeiro tempo. A movimentação dos atacantes Eduardinho e Aleandro abriu muitos espaços na defesa do Santa Cruz, permitindo boas infiltrações dos meias Dinda e Jorge Guerra. No setor defensivo, o Tricolor das Tabocas neutralizou a criação com Leandro Gobatto e Alexandre Oliveira, não deixando com que a bola chegasse ao artilheiro Marcelo Ramos.
O primeiro gol do Vitória saiu aos 14 minutos, em uma cobrança de falta do volante Sandro Miguel. No lance, o goleiro Gustavo falhou. O Tricolor das Tabocas aumentou sua vantagem no marcador, aos 28, com o atacante Aleandro. Ele recebeu lançamento do meia Marcos Paulo e bateu no canto direito do arqueiro do Santa. Os atletas tricolores reclamaram de impedimento no lance.
Atrás no placar, o Santa não se encontrava em campo. O principal problema era o setor defensivo, que deixava espaços para as investidas do Vitória. Em uma delas, aos 41, o atacante Eduardinho foi derrubado dentro da área pelo volante Bilica. O meia Dinda cobrou no canto esquerdo e ampliou a vantagem dos donos da casa: 3×0.
O Santa retornou para o segundo tempo melhor e pressionando a defensiva do Vitória. Até que aos 13, achou seu gol: o volante Sandro Miguel cortou cruzamento dentro da área com a mão e o árbitro Emerson Sobral marcou pênalti. A cobrança ficou a cargo do atacante Marcelo Ramos, que bateu no canto direito do goleiro Jaílson e diminuiu a diferença: 3×1.
O Vitória não se abateu com o gol sofrido e passou a pressionar o Santa. No melhor momento, aos 25, Dinda arriscou da intermediária e a bola explodiu na trave. Depois a partida ficou muito truncada, com poucas jogadas ofensivas. O jogo parecia definido quando, aos 47, o zagueiro Thiago Mattias sofreu pênalti. Marcelo Ramos cobrou, aumentou sua vantagem na artilharia e colocando números finais no confronto: 3×2.

MATÉRIAS VINCULADAS

Leão conquista mais um tetra