Ceclin
dez 01, 2017 0 Comentário


Neste domingo (3), veremos mais uma vez a Super Lua

Observatório da Sé tem programação especial na noite da Super Lua

super-moon-3Neste domingo, 3 de dezembro, a lua cheia estará em seu ponto mais próximo da Terra. Significa que estará maior e bem mais brilhante. É a chamada Super Lua. Para os que quiserem apreciar nosso satélite natural, o Observatório da Sé, em Olinda, terá uma programação especial, com seresta e observação em telescópios.

A equipe do projeto “Desvendando o Céu Austral”, da UFRPE, se junta ao grupo do Observatório da Sé. Significa que haverá outros dois telescópios disponíveis para observação. “Além de observar, o visitante também pode levar um registro fotográfico da Lua”, afirma Cleiton Batista, da Coordenação do Observatório da Sé.

Em média, a distância Terra-Lua é de 382.900 quilômetros. Com a Lua no perigeu, ponto mais próximo da Terra, ela parece estar 7% maior e fica 30% mais brilhante. O ápice do perigeu será na madrugada do dia 4, às 5:43h. O Observatório estará aberto das 16 às 21h.

A Super Lua também influencia nas marés. Nas fases cheia e nova, as forças gravitacionais da Lua e do Sol se combinam para puxar a água do oceano na mesma direção. Em uma Super Lua Cheia, essas forças são maiores. Significa marés ainda mais altas e mais baixas, com gradientes que chegam a ser cinco centímetros superiores.

Para observar a Lua a olho nu, o melhor momento é logo após seu nascimento, quando ela está pouco acima do horizonte e parece estar ainda maior e mais brilhante.