Ceclin
dez 24, 2015 0 Comentário


Nesta segunda (28), concursados vão cobrar explicações da Prefeitura de Vitória

Concurso-proibido-2015Em contato com o Whatsapp A Voz da Vitória (81) 9 9992-9364 alguns cidadãos que foram aprovados no último Concursos Público da  Prefeitura da Vitória de Santo Antão, farão um protesto nesta segunda-feira, dia 28/12, às 9 horas da manhã, defronte ao prédio da Prefeitura da Vitória.

Cerca de 571 aprovados, cansados diante de tantas informações desencontradas, exigem uma posição definitiva do Prefeito Elias Lira (PSD). O Concurso foi homologado no último dia 14 de agosto (Confira AQUI) e de setembro até hoje, as informações eram de que as convocações ocorreriam neste mês de Dezembro. “Sabemos que o concurso está no prazo de validade e que o prefeito tem dois anos para convocar os classificados. A pergunta é: – E em 2016? Os contratados permanecerão ocupando nosso cargo? Realizamos inúmeras ligações para a o RH, Controladoria, Secretaria de Educação e etc, e nada consistente nos é passado”, afirmou ao Blog uma das aprovadas.

Confira as respostas dadas pela Prefeitura de Vitória: 

Durante o mês de Novembro as respostas eram:

1. Convocação em dezembro;

2. Convocação em dezembro apenas para os professores, demais cargos, janeiro de 2016.

3. Convocação apenas para os professores, demais cargos não há previsão.

Dezembro dia 01 até 21/12

1. Convocação de todos os professores até dia 20/12.
2. Convocação de todos os professores até segunda quinzena de dezembro.
3. Convocação de todos os professores dia 22/12. Demais cargos não há previsão.
4. Não sabe a quantidade exata de quantos professores serão convocados, vai depender da necessidade.

Dezembro 22/12

1. Não sabe a quantidade exata de professores a serem convocados.
2. 100 professores serão convocados até final de dezembro.
3. Não sabe a quantidade de professores a serem convocados e não há previsão para convocação.
4. Não há previsão de convocação para nenhum cargo.

“Diante deste descaso e incertezas, os 571 classificados irão em busca de uma resposta concreta na manhã desta segunda-feira. Iremos reivindicar nossos direitos que estão sendo violados com uma suposta renovação de contratos para o ano de 2016”, sentenciam.