Ceclin
out 30, 2015 0 Comentário


Na Alepe, deputado responsabiliza prefeito por atraso no salário dos servidores em Ribeirão

10.28-PLENARIA-RS-731-e1446070359432-580x386A manifestação de servidores públicos e aposentados do município de Ribeirão, na Mata Sul, por conta do atraso de salários, recebeu o apoio do deputado Aluísio Lessa (PSB), na Reunião Plenária da última quarta (28).

O parlamentar responsabilizou o prefeito Romeu Jacobina pela falta de pagamento, e citou que a previdência própria e o transporte escolar do município também estariam sem receber recursos da gestão municipal. “Se há um exemplo de cidade mal governada, em que o prefeito não obedece Lei Orgânica, e não respeita nem a Câmara dos Vereadores nem os servidores, essa cidade é Ribeirão”, declarou o socialista.

Para Aluísio Lessa, “os problemas do município não vêm da crise econômica, pois começaram desde o início do mandato do atual prefeito”.

Um grupo de servidores ativos e inativos do município se manifestou nas galerias do Plenário, com cartazes que cobravam a regularização dos salários. “Os aposentados estão sem receber desde agosto, e os professores têm sofrido com atrasos no pagamento desde 2013. O dinheiro do Fundeb continua chegando, por que as remunerações não estão sendo pagas?”, questionou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ribeirão, Moisés Lins.

Em aparte, os deputados Antônio Moraes (PSDB), Priscila Krause (DEM), Romário Dias (PTB), Rodrigo Novaes (PSD) e Adalto Santos (PSB) também apoiaram as demandas dos servidores de Ribeirão. “Digo a eles que busquem os vereadores de sua cidade, pois eles têm a obrigação constitucional de fiscalizar a atuação da prefeitura”, comentou Dias. Novaes, por sua vez, sugeriu a realização de uma audiência pública para tratar de problemas similares, que ocorrem em vários municípios.

Além de acatar as sugestões dos parlamentares, Aluísio Lessa propôs que o Tribunal de Contas do Estado faça uma auditoria especial nas contas do município. “É tão grave a situação de Ribeirão que seria o caso de marcarmos um encontro com o presidente do TCE-PE, Valdecir Pascoal”, avaliou o socialista.

do site da Alepe