Ceclin
nov 15, 2022 0 Comentário


Músicos resgatam o samba de roda nos bairros da Vitória de Santo Antão

Por Lissandro Nascimento

Uma iniciativa para estimular o lazer começou por amigos ávidos pelo samba, tornando-se um coletivo organizado que há um ano vem espalhando melodia e resgatando arte secular pelas praças da Vitória de Santo Antão, na Mata Sul pernambucana. O ‘Samba de Bairro!’ reúne vitorienses todas as sextas-feira para lembrar que “não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar!”…

O projeto conduzido por músicos voluntários instala em via pública o samba de roda que é fruto da convergência entre a cultura brasileira e a cultura africana, mas também inclui características portuguesas. Esse estilo musical popular brasileiro se caracteriza principalmente pelos instrumentos e ritmo. O Samba é um gênero musical que surgiu no Rio de Janeiro, no começo do século XX, sendo influenciado pelos batuques e rodas de samba praticados pelos afro-brasileiros, reconhecido pela UNESCO em 2008 como patrimônio cultural imaterial do Brasil.

Segundo Jaime Rufino, representante do coletivo “Samba de Bairro!”, relatou ao site A Voz da Vitória que o projeto nasceu diante de outras experiências semelhantes dele e de alguns amigos quando ainda moravam no Grande Recife. “Voltando a residir em Vitória de Santo Antão, senti a necessidade de juntar outras pessoas que também gostam da arte do samba de roda, e daí percebemos que não mais havia na cidade o samba raiz, o que fez a gente se juntar e fazê-lo voluntariamente”, contou.

Ele explica que o Samba de Roda combina música, dança e poesia. A arte surgiu no século XVII, na região do Recôncavo no Estado da Bahia, e vem das danças e tradições culturais dos escravos africanos da região. “Nosso grupo é composto por músicos que tocam diversos instrumentos, a exemplo da viola, o pandeiro, o chocalho, o atabaque, o ganzá, a viola, o reco-reco, o agogô e o berimbau. As pessoas que estão presentes assistindo à apresentação, acompanham a música batendo palmas”, descreve Jaime. Portanto, o samba enquanto dança e rito religioso é genuinamente baiano, mas enquanto gênero musical é profanamente carioca.

O Coletivo ‘Samba de Bairro!’ nasceu oficialmente em Vitória de Santo Antão no dia 02 de dezembro de 2021, considerado como o Dia Nacional do Samba. O evento se deu na Praça do Livramento, e desde então, vem percorrendo inúmeras localidades em uma agenda previamente divulgada no Instagram do grupo (@sambadebairrovsa).

“A estrutura de montagem do Samba de Bairro! em praça pública de Vitória se faz com os esforços individuais de cada integrante do grupo; ao longo dos meses conquistamos alguns admiradores do samba de roda e hoje são nossos parceiros que nos ajudam a instalar. Em todas as nossas apresentações públicas promovemos ainda ato de solidariedade aos mais carentes estimulando o público a doar alimentos não perecíveis”, destacou Jaime Rufino.

O samba de roda feita pelo coletivo reúne inúmeras músicas de grandes talentos, a exemplo de Jorge Aragão, Jackson do Pandeiro, Martinho da Vila, Dudu Nobre, Beth Carvalho, dentre outros.

Para comemorar o primeiro ano de aniversário do ‘Samba de Bairro!” em Vitória, um belo evento está marcado para ocorrer no próximo dia 02 de dezembro, às 19h30, na Praça Dom Luiz de Brito, na Matriz de Santo Antão. Agende e não se esqueça de levar 01 Kg de alimento não perecível.

SERVIÇO:

SAMBA DE BAIRRO!

Todas as sextas, às 19h, agenda no Instagram: @sambadebairrovsa

Aniversário: 02 de dezembro, às 19h30, na Praça da Matriz – Vitória.