Ceclin
jun 02, 2020 0 Comentário


Municípios do interior de Pernambuco proíbem fogueiras no São João

Motivo é a pandemia do novo coronavírus

NE10

As prefeituras de algumas cidades do interior de Pernambuco decidiram proibir o acendimento de fogueiras durante o mês de junho, quando são comemorados os dias de Santo Antônio (13), São João (24) e São Pedro (29). O motivo é a pandemia do novo coronavírus. A doença causada pelo vírus, a Covid-19, pode ocasionar problemas respiratórios ao paciente.

Em Bezerros, no Agreste, a prefeitura publicou o Decreto nº 2.348 na última sexta-feira (29/05) proibindo as fogueiras. Haverá fiscalização nos dias de festa para garantir o cumprimento, tanto na cidade como na zona rural. Segundo a prefeitura, quem descumprir estará sujeito à responsabilização por crime contra a saúde pública, tipificado no artigo 268 do Código Penal.

A Prefeitura de Pesqueira, também no Agreste, publicou um decreto no último domingo (31) recomendando que não sejam utilizados fogos de artifício em espaços públicos ou privados por causa do risco de acidentes. O objetivo é evitar uma superlotação de hospitais públicos e privados por intoxicação por fumaça ou acidentes com fogos, além de aglomerações provocadas pelas festas juninas e fogueiras.

O Município acabou revogando o decreto pela falta de um parecer de um infectologista e um pneumologista, mas o documento deve ser publicado novamente em breve.

A Prefeitura de Glória do Goitá decretou também medidas temporárias de combate e prevenção à pandemia do Coronavírus durante o período Junino. Ficam proibidas a partir do dia 04 de junho de 2020, enquanto perdurar a situação de calamidade pública, barracas de vendas de fogos de artifício; comercialização de fogos de artifício; acender fogueiras e ou queimar e  soltar fogos de artifício em espaços públicos e privados.

Festas canceladas

As festas juninas de vários municípios do interior do Estado foram canceladas por causa da pandemia. A cidade de Caruaru, que tem uma das maiores festas do Brasil, faria a abertura no último fim de semana não fosse a pandemia. A prefeitura da Capital do Agreste não publicou determinações sobre fogueiras. Em Petrolina, no Sertão, o evento foi suspenso por tempo indeterminado.

Projeto

O deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP) pediu ao Governo de Pernambuco a suspensão das fogueiras do período junino. O motivo é a pandemia do novo coronavírus, que tem entre os sintomas a falta de ar e pode evoluir para uma Síndrome Aguda Respiratória Grave (Srag).

De acordo com o deputado, a fumaça pode prejudicar as pessoas que estiverem infectadas ou em recuperação. “O coronavírus atinge a parte pulmonar, a parte de respiração, e isso pode agravar a saúde de muitas pessoas. É por pouco tempo, não tem nada a ver com religião. Respeito a tradição, respeito a cultura pernambucana, mas é uma questão realmente de saúde”, justificou.