Ceclin
jun 02, 2015 0 Comentário


Mulher que se passava por advogada é presa por estelionato em Paudalho

prisaoUma mulher de 32 anos foi presa, por cumprimento de mandado, suspeita de cobrar por serviços advocatícios e não cumprir as demandas, nem possuir formação.

A prisão aconteceu na última segunda-feira (1º), em Paudalho, na Mata Norte. Segundo a Polícia, Mirella Medeiros e Silva possuía um escritório no distrito de Guadalajara e teria aplicado golpes que, somados, chegam a R$ 80 mil. De acordo como o delegado Marcos Roberto, as investigações começaram em janeiro.

Entre os documentos falsos encontrados com Mirella, estavam ofícios que ela deveria ter encaminhado ao Poder Judiciário, mas nunca deu entrada. Mirella foi presa por estelionato e encaminhada a Colônia Penal Feminina, no Recife, onde permanecerá à disposição da Justiça. Caso seja condenada, a pena por estelionato varia de um a cinco anos de prisão.

Da Folha PE, com informações do Blog do Anderson Pereira.