Ceclin
jul 06, 2010 2 Comentários


Muita chuva, preços altos

Folhosos e raízes tiveram a plantação prejudicada em junho. Agora, os consumidores vão sentir o impacto no bolso

Com o excesso de chuva registrado no mês de junho, algumas culturas de alimentos ficaram prejudicadas e devem ter alteração nos preços. Os folhosos, como alface, couve, acelga e agrião, estão entre os vegetais mais afetados.
Algumas raízes também devem sofrer com a maior incidência de chuvas, pelo menos no curto período. A avaliação é do chefe de Informações de Mercado Agrícola da Ceasa, Marcos Barros.

Barros diz que a elevação dos preços não deve ser por um período prolongado, pois as culturas são de médio prazo.

“O consumidor vai sentir no curtíssimo prazo. Já estava na época do preço de algumas culturas começarem a baixar, por causa da safra. Agora, esse movimento de queda dos preços vai demorar um pouco mais. Acredito que dentro de 60 dias já tenha voltado ao normal”, analisa.

“Vitória de Santo Antão, um dos maiores produtores, foi bastante atingida pelas chuvas na bacia do rio Natuba e isso afetou a produção. As raízes, como o inhame e a batata-doce também podem ter a produtividade afetada. Como o ciclo vegetativo desses produtos é curto, os preços devem se regularizar em breve. Os demais produtos estão dentro da faixa média histórica”, completa Marcos Barros.

O técnico aconselha as pessoas a substituírem os vegetais e frutas que apresentarem preços mais elevados por conta da entressafra.
(Diário de Pernambuco).