Ceclin
abr 15, 2016 0 Comentário


MST protesta contra impeachment de Dilma em BRs do Estado

Manifestantes fecharam a rodovia nos dois sentidos Foto: Divulgação/PRF.

Manifestantes fecharam a rodovia nos dois sentidos. Foto: Divulgação/PRF.

atualizado às 14h.

Manisfestantes estão protestando na manhã desta sexta-feira (15) contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff em São Caetano, no Agreste de Pernambuco. Eles fecharam a rodovia BR-232 e atearam fogos em pneus. O tráfego de veículos foi interrompido nos dois sentidos da via.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o protesto segue pacífico e estaria sendo feito por integrantes do Movimento Sem Terra (MST). A Polícia orienta que os motoristas desviem por caminhos alternativos. A PRF informou também que outros dois trechos da rodovia estão bloqueados, em Moreno e Arcoverde.

De acordo com a PRF-PE, há bloqueios na BR-101/Norte, na divisa de Pernambuco com a Paraíba, na BR-408, antes de Guadalajara/Paudalho e na BR-232, em Arcoverde, no Sertão. Também há registros em Águas Belas, Toritama, Petrolândia, Goiana e Bonança (este último na RMR). Todas as manifestações são contra o impeachment e pela democracia.

Outros protestos do MST contra o impeachment da presidente Dilma são registrados em todo o País. Eles acusam o processo de impeachment de Dilma ser um golpe. A votação do processo que começou nesta sexta deve se estender até o domingo (17), quando a Câmara dos Deputados decide se o processo será arquivado, ou se terá continuidade no Senado.

Encerrado os protestos após cinco horas, Cristiane Albuquerque, integrante da direção estadual do MST, avisou que estão programados para hoje cerca de 40 pontos de interdição no Estado. “Este é o mês que a gente declara como de luta pela reforma agrária. Estamos em protesto pela morte de dois companheiros de movimento no Paraná, lembrando o massacre de Eldourado dos Carajás, que completa 20 anos. O protesto é também em defesa da democracia e contra o golpe”.

Ainda segundo Cristiane, o movimento irá participar de uma manifestação do Movimento Brasil Popular na noite desta sexta-feira no Derby, no Recife. “Não podemos deixar que o caos se instale no País. O que está acontecendo aí é um golpe”.