Ceclin
out 26, 2021 0 Comentário


MPPE firma termo de cooperação para projeto do Orelhão Digital na Câmara de Gravatá

No último sábado (23.10), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) firmou parceria com a Câmara Municipal de Gravatá, realizando a assinatura do termo de cooperação para a instalação do projeto Orelhão Digital, que tem o objetivo de promover o acesso digital dos órgãos públicos às pessoas menos favorecidas.

A assinatura foi realizada durante o congresso estadual da União de Vereadores de Pernambuco (UVP), sediado na cidade de Afogados da Ingazeira, no Sertão. Em um dia voltado para debates e palestras sobre temas relevantes para planejar melhorias na sociedade, a promotora de Justiça do MPPE, Fernanda Nóbrega, participou das apresentações para detalhar a importância e os avanços já alcançados com as ações do Cidade Pacífica e Orelhão Digital.

“Foi um momento valioso para disseminar os projetos e sua importância, a fim de que possamos conquistar novos parceiros e realizar ainda mais ações nas cidades que tanto precisam do nosso apoio e também de outras instituições. O Cidade Pacífica já foi implementado em mais de 50 municípios e o Orelhão Digital já funciona na sede da Promotoria de Justiça de Caruaru e em breve em outros municípios. Agora, assinamos também com Gravatá. Queremos chegar em todos os municípios pernambucanos para oferecer apoio e inclusão social para o benefício da população”, explicou Fernanda Nóbrega.

Sobre os projetos – No Orelhão Digital é possível realizar em um único ponto de atendimento alguns serviços da Celpe, Compesa, INSS, Detran, Expresso Cidadão, Delegacia de Polícia, redes municipal e estadual de saúde, Receita Federal, além de consultas a processos em andamento no Ministério Público Estadual e no Tribunal de Justiça de Pernambuco, bem como participação em audiências virtuais. Já no Cidade Pacífica, os municípios se comprometem com o Ministério Público de Pernambuco na adesão de medidas distribuídas em eixos temáticos pré-definidos. Ao aderirem ao projeto, cada Prefeitura escolhe os eixos que melhor se adaptam à sua realidade, mas com no mínimo sete eixos.