Ceclin
jun 02, 2021 0 Comentário


MPPE e Prefeitura de Gravatá retomam o Cidade Pacífica

Cidade Pacífica: Ministério Público e Prefeitura de Gravatá reiteram parceria em prol da segurança cidadã

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), representado pela promotora de Justiça de Gravatá Fernanda da Nóbrega e pelo assessor técnico da Procuradoria-Geral de Justiça, promotor de Justiça Luís Sávio Loureiro, se reuniu semana passada com o prefeito de Gravatá, ex-padre Joselito Gomes (PSB), e com os secretários municipais de Planejamento e Orçamento e de Segurança e Defesa Civil para reiterar a atuação da gestão municipal nos eixos do programa Cidade Pacífica. Gravatá foi a primeira cidade pernambucana a aderir ao projeto do MPPE, em abril de 2018, e foi certificada pelo Ministério Público em agosto de 2019 em razão das iniciativas implementadas.

“Como houve, agora em 2021, mudança da gestão municipal, realizamos esse encontro para apresentar o projeto e obter a anuência do atual prefeito às ações que foram implementadas dentro dos eixos do projeto Cidade Pacífica. Foi uma reunião proveitosa, pois os gestores municipais se comprometeram em manter esse trabalho e já foi designado um integrante da gestão para ser o interlocutor direto da Promotoria de Justiça de Gravatá no que diz respeito às ações de promoção da segurança”, detalhou Fernanda da Nóbrega.

A mudança de gestões é um ponto que está sendo acompanhado de perto pelo Ministério Público. De acordo com Luís Sávio Loureiro, a proposta é evitar descontinuidades na execução das políticas públicas que integram o município ao esforço de reduzir os índices de criminalidade.

“Fizemos um levantamento das cidades em que houve a mudança de gestão em 2021 e estamos em contato com os prefeitos e suas equipes para capacitar os servidores envolvidos, avaliar a realidade de cada município e promover ajustes quando necessário. Tivemos essa conversa com Gravatá, também nos reunimos com o Cabo de Santo Agostinho e estamos em diálogo constante com as cidades que já aderiram ao projeto Cidade Pacífica porque a gente não quer deixar essa chama se apagar”, salientou Loureiro, que é o coordenador do projeto institucional.

Segundo o prefeito Joselito Gomes, o Município de Gravatá já vem adotando diversas medidas como a Operação Bar Seguro, que conta com o trabalho da Guarda Municipal em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Vigilância Sanitária; além da presença dos guardas municipais na feira livre e nos mercados e na fiscalização do trânsito da cidade.

“Gravatá já deu passos importantes nesse sentido e nós queremos fortalecer e ampliar este projeto, porque segurança é um assunto constante que está sempre em pauta e as pessoas estão sempre pedindo por ela. Segurança não significa apenas ter a presença da polícia na rua, mas é preciso investir em prevenção, desde uma boa iluminação pública, uma humanização dos ambientes onde as pessoas residem e ao mesmo tempo estão convivendo”, destacou Joselito Gomes.